Colonia del Sacramento · Uruguai

Colonia del Sacramento | Como chegar vindo de Bueos Aires

Colônia é uma antiga cidade portuguesa do século XVII. É visitada anualmente por milhares de turistas que acabam ficando encantados pela sua boa e conservada riqueza arquitetônica. Foi tombada como Patrimônio Histórico Da Humanidade e é o ponto mais próximo do Uruguai à Buenos Aires a cerca de 50 km de distância.

Como ir

A forma mais tradicional de se ir à Colônia é de barco (buques) operados pela tradicional Buquebus. Você pode comprar as passagens online,(clique aqui) no site da própria empresa ou ir à um dos pontos de vendas. Há um na Recoleta na calle Posadas, 1452 Seg a Sex das 8h às 19h e Sáb das 9h às 14h.

A empresa oferece dois tipos de viagem: a rápida de 1h30min, mais cara e em barco fechado e a lenta (3h) mais barata e em barco aberto com um deck, música ao vivo e bar. O buque é o transporte mais comum da Argentina para o Uruguai e oferece no país rotas para Colônia, Montevideo e Punta Del Leste. Se pretende levar o carro, verifique se o buque tem ‘bodega’. O valor para o Buque lento até Colônia foi 168 pesos (ida e volta). Para Montevideo é um pouco mais caro. Na época estava cerca de 250 pesos (ida e volta).


Imagem

Embarque

Saímos com uma hora de antecedência, pois é preciso despachar a bagagem e não há poltronas marcadas. Além disso, é preciso passar por duas imigrações: a Argentina que carimba sua saída do país e a Uruguaia que carimba a entrada. Guarde os comprovantes para não ter que pagar uma multa na volta. Dentro do buque há shows, lanchonetes (aceita pesos ou dólares, mas o troco é sempre em pesos). Há um free shop que abre 10 minutos após o embarque e fecha 10 minutos antes do desembarque.

Imagem

Lanchonete dentro do barco – empanadas, sucos, refrigerantes, cervejas e chocolates.

Imagem

Não há lugares marcados. Chegue cedo para pegar uma boa vista.

Imagem

Imagem

Imagem
Deque do barco. Venta muito, mas rende boas fotos.

Chegada

Chegamos à Colônia por volta das 12h no terminal da Buquebus. Dá para ir a pé ao hostel, mas se preferir ir de táxi, é preciso ir à Rodoviária que fica ao lado do terminal hidroviário. Se for fazer uma bate volta, há lockers na rodoviária por cerca de 50 pesos. No terminal de buses comprei a passagem do dia seguinte para Montevideo pela COT (ônibus muito bom). Há uma casa de câmbios – a única da cidade – onde troquei alguns pesos por uruguayos. Se não quiser não precisa trocar porque todos os lugares aceitam pesos argentinos.

Imagem

Ao lado direito do porto fica a rodoviária (terminal de buses) e a casa de câmbio. Se for ficar somente em colônia não é preciso trocar dinherio, pois eles aceitam pesos argentinos. Mas se for esticar para Montevideu e Punta del Leste é necessário trocar e a cotação do lugar é melhor do que em Buenos Aires.

Imagem

Transporte

O Porto fica perto do centro e dá para ir a pé tranquilamente. Há muitos táxis em frente, mas só são necessários se você estiver com muita bagagem.

A cidade é bem compacta e dá para fazer grande parte das atividades a pé. Para alguns pontos mais distantes há diversas lojas de aluguel de carrinhos elétricos (tipo aqueles de golfe), bicicletas e scooters que você avistará logo que sair do porto ou da rodoviária. Nós alugamos uma scooter por cerca de US$7 o dia todo e foi essencial para percorrer a rambla costanera e visitar o estádio onde aconteciam as touradas.