Américas · Antonina · Brasil · Curitiba · Morretes · Paraná

Curitiba | Passeio de trem até Morretes

Morretes é a cidade de veraneio de quem mora em Curitiba e juntamente com Antonina e Paranaguá formam são as cidades mais turísticas do litoral paranaense. O Passeio de Trem entre Curitiba e  Morretes é imperdível e uma das atrações da cidade.

Morretes

A forma mais tradicional de se visitar a região é com o trem da Serra Verde Express. Há vários pacotes que valem super a pena. Os mais comuns são o Pacote Turístico, o Executivo e o da Litorina de Luxo.

Morretes

Como tenho uma amiga que mora em Curitiba, ela me deu essa super dica e compramos diretamente com eles, o que sai muito mais barato. Mas toda agência de Curitiba oferece esse passeio e inclusive o concierge do nosso hotel pode te indicar uma de confiança.

Fechamos tudo por telefone ((41) 3888-3488) e e-mail. Eles são bem rápidos e eficientes: enviam o orçamento com várias propostas e você escolhe a que mais lhe interessar.

Nós queríamos litorina, mas como entrei em contato na mesma semana da viagem, já não havia mais lugares disponíveis. É um vagão bem no estilo “Éramos Seis” de um vagão, com decoração de luxo dos anos 30 e open bar a vontade, mas precisa reservar com pelo menos umas duas semanas de antecedência.

Acabamos fechando o Pacote Executivo que inclui:

– traslado do hotel até a estação de trens;

– viagem em trem executivo de Curitiba até Morretes + lanche;

– almoço típico com barreado;

– city tour com guia em Morretes e Antonina;

– volta de ônibus pela estrada da Graciosa (o que reduz o trajeto de 3 horas do trem para 1 hora)

Ao chegar na estação de trem, o guia distribui as passagens. Em cada um dos vagões há um guia da própria empresa de trens que vai contando a história da cidade, orientando sobre os melhores momentos para fotos e apontando os pontos famosos ao longo do caminho.

Morretes

 

Morretes

O trem vai bem devargazinho e percorre os 90 km entre Curitiba e Morretes em 3 horas. A paisagem é muito bonita com mata nativa, cânions e ruínas da época do Império.

Morretes

Há paradas graduais na linha, pois ele divide o trilho com os trens de carga, mas são bem rápidas e no meio do caminho é servido um lanche.

Morretes

Chegamos em Morretes e começamos o passeio pela cidade que é bem histórica, me lembrou um pouco Paraty.

 

Morretes

Morretes

Até o século XVI a cidade era ocupada pelos índios carijós, mas com a descoberta de jazidas de ouro na região, ela passou a ser ocupada por portugueses, mineradores e aventureiros que chegavam na maioria por embarcações no Porto de Paranaguá.

Morretes

A economia, o comércio e a indústria começaram a crescer e os engenhos de beneficiamento de erva mate começaram a despontar, porém com a chegada dos trilhos da Estrada de Ferro Paraná a cidade acabou perdendo sua importância.

Morretes

A cidade é bem histórica, com casarões imponentes e muitas lojas de artesanato com as famosas panelas de barro em que é feito o prato típico da região, o barreado.

Morretes

Aliás uma coisa que não falta por lá é banana por causa do clima tropical e úmido. É a maior concentração de doces bananinha, balas de banana, chips de banana, cachaça de banana e farinha de banana por metro quadrado!

Morretes

 

Serra Verde Express

Av. Presidente Affonso Camargo, 330, Curitiba/ PR, Tel. (41) 3888-3488

Américas · Brasil · Curitiba · Paraná

Praça Espanha | coração do Batel SoHo em Curitiba

A Praça Espanha fica no coração do bairro Batel SoHo e reune vários restaurantes ao redor. Durante o dia fica mais vazia, mas ainda sim o pessoal aproveita o sol e as crianças brincam no chafariz central.

Curitiba

Curitiba

Depois de curtir a praça, a pedida é almoçar no delicioso Sel et Sucre, um bistrozinho francês que serve pratos executivos com entrada + prato principal + sobremesa por um preço fixo é que está na lista dos melhores restaurantes de Curtiba. E realmente é delicioso!

Curitiba

O menu oferece várias opções de entradas, pratos principais e sobremesas o que permite várias combinações e a ‘combinação’ do dia que fica escrita em uma lousinha.

Curitiba

O lugar é bem charmoso e conseguimos uma mesa na calçada decorada com flores naturais para ficar olhando o movimento. Os pratos são todos assinado pela chefe Kika Marder.

Curitiba

De entrada pedimos crostata de camembert.

Curitiba

O prato principal foi tortelli di zucca.

Curitiba

A sobremesa foi crème brûlet degustação com uma porção do original, um de pistache e outro de choclate! De comer de joelhos!

Curitiba

Na parte da tarde a dica é experimentar a nova filial da sorveteria americana Cold Stone sobre a qual escrevi aqui com sorvetes premimum saborosíssimos e mais de 11 milhões de combinações (?!).

 

Sel Et Sucre

Alameda Pres. Taunay, 396, Curitiba

Cold Stone

Rua XV de Novembro, 71, Curitiba

Américas · Antonina · Brasil · Curitiba · Paraná

Antonina | A mais antiga cidade do litoral paranaense

Passamos a manha em Morretes, leia o post aqui, e em seguida esticamos até Antonina pela BR-277, a antiga Estrada da Graciosa.

Antonina foi uma das primeiras cidades habitadas do Paraná, incialmente pelos índios e mais tarde com a intensificaçao da caça ao ouro. Como já era hora do almoço, nossa primeira parada foi no melhor restaurante da região, o holandês Buganvil. É o único na região que ainda prepara o barreado na panela de barro e no fogão a lenha.

Bonito CTB 159cpct

Pedimos o tradicional barreado (uma espécie de carne louca) é o prato típico do litoral paranaense. Pedimos o barreado completo que além do barreado propriamente dito, vem o acompanhamentos (arroz, farinha de mandioca e banana frita) e mais camarões e peixe empanado.

 

Bonito CTB 164cpct

Discute-se se o prato foi criado em Morretes, Antonina ou Paranaguá. Os antoninenses que possuem a mais forte tradição carnavalesca do Paraná (inclusive as arquibancadas do sambódromo do Rio/ SP foram inspiradas nas arquibancadas da ‘Sapucaí’ de Antonina), tendem a associar o Barreado ao “Entrudo” que era a refeição feita depois do baile para dar ‘sustância’.

Bonito CTB 163cpct

Já os morretenses dizem que a origem do barreado vem dos tropeiros, que durante o ciclo da erva doce, traziam do planalto, quando desciam o caminho da Graciosa, um cozido bem temperado que durava muitos dias sem que se deteriorasse.

Já o nome do prato vem da expressão “barrear a panela”, pois a panela é vedada com pirão de farinha de mandioca para não se perder a fervura. De um jeito ou de outro, a cachaça é o acompanhamento ideal do prato (eles oferecem a de banana e a de gengibre). 

Bonito CTB 160cpct

Após o almoço passeamos por Antonina, uma das mais antigas cidades do litoral do Paraná, e que me lembrou bastante Colônia do Sacramento no Uruguai.

Bonito CTB 180cpct

A cidade é bem pequena e resume-se basicamente a uma praça, uma igreja matriz, casinhas coloridas e casinhas da época do Império super bem conservadas e o pier/ orla com vistas privilegiadas do mar e de Paranaguá.

Bonito CTB 174cpct

O nome de Antonina é uma homenagem prestada ao Príncipe da Beira Dom António de Portugal em 1797. A cidade é histórica e tem paisagens deslumbrantes. Calçamento de pé de moleque e casas da época do Império com a famosa eira e beira que demonstrava que a pessoa tinha dinheiro (daí vem a expressão sem eira nem beira).

Bonito CTB 177cpct

Outro detalhes das casa é o vidro do lado de fora da persiana, outro demontração de riqueza, pois os vidros na época eram todos importados e as pessoas queriam mostrá-lo para as outras. Na cidade existe um grupo de serenatas e cada casa participante tem sua melodia favorita estampada em uma placa na frente da casa.

Bonito CTB 170cpct

O pier  e a Igreja Matriz rendem ótimas fotos da cidade e da orla. A cidade também é famosa pelo Carnaval de Rua e tem sua própria ‘Sapucaí’. Apesar de Morretes ser mais famosa achei Antonina muito mais charmosa e com um clima praiano super gostoso. Morretes também faz parte do passeio.Bonito CTB 178cpct

Restaurante Buganvil

Rua Valle Porto 127 | Centro, Antonina, Estado de Paraná 83370-000, Brasil Tel: +55 41 3432-1434

Américas · Brasil · Curitiba

Roteiro pelo Centro Histórico de Curitiba

No Centro Histórico de Curitiba estão seus prédios mais antigos e muitas construções do século XIX. O ponto de partida é a Praça Tiradentes que é o marco zero de Curitiba. Bonito CTB 083cpct

A cidade nasceu formalmente aqui e é onde fica a Igreja Matriz da cidade. Na Praça está o monolito histórico, com a Cruz de Cristo, que simboliza o poder legalmente constituído pelo rei de Portugal, em 29 de março de 1693. Junto ao monolito está o Marco Zero da cidade. A praça também possui um terminal de ônibus e é o ponto de partida da Linha Turismo sobre o qual já escrevi. A partir da praça seguimos para a Rua 24 horas que nada mais é do que uma galeria aberta ao público 24 horas por dia.

Bonito CTB 072cpct

Confesso que essa rua foi uma grande decepção, pois a maioria das lojas não estão em funcionamento e há somente algumas lanchonetes com mesinhas no local. Bonito CTB 073cpct

Vale tirar uma foto dos relógios que ficam nas duas entradas. Eles marcam horas em 24 intervalos, em lugar de 12. São iluminados e comandados por uma central eletrônica a quartzo. Bonito CTB 075cpct

De lá seguimos para para a Rua das Flores que é a primeira peatonal do Brasil. Tem muitas lojas de roupas e sapatos, cafés e um bondinho. Bonito CTB 076cpct

As flores são trocadas a cada estação para que ela esteja sempre florida. O nome Rua das Flores vem do século 19, quando as casas de madeira possuíam jardins bem floridos. Bonito CTB 080cpct

Fizemos o caminho de volta e paramos no Largo da Ordem que é um dos lugares que mais gostei da cidade. Bonito CTB 087cpct

Fomos lá duas vezes. Lá estão vários edifícios antigos como a Casa Romário Martins (século 18), a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco (1737) – a mais antiga de Curitiba, a Casa Vermelha e construções da segunda metade do século 19. Bonito CTB 103cpct

Aos domingos acontece uma Feira de Artesanato (a famosa Feira do Largo da Ordem) que é bem legal para comprar algum souvenir da viagem.   Além disso existem vários cafés e restaurantes nos quais o pessoal fica a tarde toda tomando aperitivo e uma cervejinha. Bonito CTB 099cpct

Fomos nos Bar do Alemão (Schwarzwald) onde tem a o canecão submarino de chopp com Jaggermeister, um licor alemão de ervas. Bonito CTB 208cpct

Para quem gosta lá tem a tradicional Carne de Onça, uma espécie de ‘Beef Tartar’ típico do sul do Brasil. A comida é gostosa, mas o serviço é extremamente lento e olha que ainda nem estava lotado porque havíamos chegado cedo.

Bar do Alemão (Schwarzwald)

Rua Doutor Claudino dos Santos 63 | Largo da Ordem, Curitiba, Estado de Paraná 80020-170, Brasil, Tel.: +55-41-3223-2585

Américas · Brasil · Curitiba

Bairro Batel SoHo: o ‘point’ da badalação em Curitiba

O Batel SoHo curitibano foi inspirado nos de Londres, Nova York e Buenos Aires e além de ser um circuito de compras abriga todo um estilo de vida dos curitibanos. Lojas, cafés, restaurantes e badalação fazem parte do lugar. No entanto à noite é que o lugar ferve com todos os restaurantes/ bares funcionando a todo vapor e os hipsters curitibanos exibindo seus carrões principalmente próximo à Praça Espanha. Bonito CTB 158cpct Há várias opções de restaurantes recomendo o Madero (um argentino bem gostos), o Pata Negra (que é uma lenda entre meus amigos curitibanos como a melhor paella da região) e nossa opção a Bar do Victor. Bonito CTB 157cpct O lugar por si só já vale a visita: um prédio todo envidraçado com uma vista previlegiada da praça. O ambiente é esporte/ chique/ casual se é que existe essa combinação. Dá para ir de calça jeans, mas não vale aquele moletom da academia, ok? Ideal tanto para casais e famílias, o clima do lugar é muito agradável. Bonito CTB 147cpct Apesar de termos chegado relativamente cedo o lugar já estava cheio, mas há uma sala de espera no primeiro andar com mesinhas e sofás onde você pode tomar um vinho e comer uns aperitivos enquanto observa o movimento da cozinha. Bonito CTB 151cpct Tenho que dizer que foi uma das melhores entradas que já comi: pães, fogazzas, e as melhores caponatta e sardela que já provei. A carta de vinhos tem boas opções. Bonito CTB 142cpct Cerca de 30 minutos depois fomos chamados para a mesa e a comida também supreendeu. De-li-ci-o-sa e o serviço super ágil. Bonito CTB 146cpct O chef Paulinho da Costa tem passagem por vários restaurantes e para essa nova proposta fez um curso na Itália para aperfeiçoar o seu dom. E é por isso que apesar de recém inaugurado o lugar é sucesso absoluto. Bonito CTB 154cpct Pedimos um tortelli de brie com damascos e molho de sálvia, um risoto de funghi e de sobremesa uma panacotta de cupuaçu. Nota 1000! Bonito CTB 155cpct Bonito CTB 156cpct

Bar do Victor

Atendimento: segundas e terças das 12h às 23h; de quarta a sábado das 12h às 24h; domingo das 12h às 22h.

Reservas (41) 3317 6920