Américas · Estados Unidos · Orlando

Orlando: Dicas e Roteiro do Parque Hollywood Studios

O Hollywood Studios é um parque pequeno em comparação com os outros, mas no geral acho que tem até mais atrações interessante e mais adultas. Os programas do Disney Channel ainda são gravados aqui.

Esse foi o único dia de chuvas que pegamos em Orlando o que atrapalhou um pouco, mas apesar das filas, elas não estavam tão grandes como nos outros parques e andavam relativamente rápido.

A primeira coisa que fizemos, e recomendo, é verificar o tempo de fila da Rock ‘ n’ Roller Coaster (a montanha russa do Aerosmith) e da Torre do Terror. Nós pegamos um Fastpass para a montanha russa e entramos na fila da Torre do Terror que era mais curta.

 

Como explorar o parque:

– Rock’n Roller Coaster Starring Aerosmith: É uma das melhores montanhas russas na minha opinião. É no escuro e com som altíssimo do Aerosmith. Muito legal!

– The Twilight Zone Tower of Terror: A torre do terror é uma espécie de elevador gigante de um hotel mal assombrado que abre em andares macabros e depois cai de lá de cima! Mas é tranquilo e não dá muito medo, não.

The Great Movie Rider: Depois da montanha o ideal é dar uma passada no The Great Movie Ride que é bem legal para quem gosta de filmes. Trata-se de um tremzinho que vai passando por vários estúdios de filmes famosos. Demais!

Para a hora do almoço, pesquisei bastante os restaurante e reservei o que achei mais legal do parque, o Sci-Fi Dine-In Theatre Restaurant que é uma réplica de um drive in americano e que serve comida típica americana também.

– Beauty and the Beast live on stage: Nós não conseguimos ir porque saimos mais cedo do parque para ir ao Outlet, mas o show é super recomendado e tem em mais de um horário. Basta pegar o guia de horários na entrada do parque, tem logo depois do almoço.

– Indiana Jones Epic Stunt Spectacular!: Também não conseguimos assistir esse show, mas estava na nossa lista e dizem ser muito divertido.

Na saída do show, em uma barraquinha ao lado, é vendido o famoso Funnel Cake com calda de morango.

– Streets of America: As ruas de Nova York, São Francisco e Chicago são recriadas aqui em cenários de filmes.

– Toy Story Mania: é sim a maior fila do parque e uma das maiores da Disney, mas vale a pena.

– Lights, Motors, Action! Extreme Stunt Show: essa é uma das atrações mais famosas do parque e conta como funcionam as cenas dos carros e dos dublês nos filmes.

– The Osborne Family Spectacle of Dancing Lights – é específico da época de Natal e é um show de luzes ao som de músicas natalinas.

– Fantasmic – E por último, a cereja do bolo é o show Fantasmic que é o show de Fogos de Artifício do Parque.

 

Uma dica para o jantar é reservar pelo site o Fantasmic! Dining Package AQUI em que você escolher entre 3 restaurantes do parque para jantar e ganha um assento VIP para assistir à queima de fogos, no mesmo esquema que fizemos no Epcot.

 

Américas · Estados Unidos · Orlando

Orlando: 10 Dicas para aproveitar ao máximo os Parques da Disney

Escrevi abaixo algumas dicas que usei no meu planejamento e que são dicas para aproveitar ao máximo os Parques da Disney. Nunca é possível ver tudo, mas é possível ver o que é imperdível. Para isso:

1. Defina quais parques deseja conhecer

Há uma infinidade de parques/ atrações em Orlando:

– Parques da Disney: Magic Kingdom, Epcot Center, Hollywood Studios, Animal Kingdom.

– Parques Aquáticos: Disney’s Blizzard Beach, Typhoon Lagoon, Discovery Cove, Aquática, Wet’n WildSea World

– Parques da Universal: Universal Studios e Islands of Adventure.

– Parques na Flórida: Legoland (Polk County), Bush Gardens (Tampa), Kennedy Space Center, Fun Spot Attraction (Kissimee)

– Entretenimento: Downtown Disney e Universal City Walk (Restaurantes, lojas temáticas e jogos)

– Jantar com Show: Medieval Times Dinner & Tournement, Pirates Dinner Adventure, Arabian Nights Dinner Attractions

– Bares: Hard Rock Live na City Walk, House of Blues em Downtown Disney  e Icebar na International Drive.

2. Compre os ingressos do parque com antecedência

Definido o roteiro da viagem e os parques que deseja visitar, compre os ingressos com antecedência, ainda no Brasil. Nós compramos online pela Decolar. com. Imprimimos o voucher (comprovante) em casa e trocamos na bilheteria de entrada do primeiro parque que visitamos por um cartão magnético válido para todos os parques por 7 dias (de acordo com o que escolhemos na hora da compra).

Se quiser já ter o ingresso magnético em mãos para linká-lo à sua Magic Bando, como explico abaixo, compre em uma agência de viuagens. Minhas amigas compraram em uma CVC.

 

3. Planejamento para focar nas principais atrações

A dica número 1 para aproveitar muito bem os parques é planejamento. Pesquise sobre o parque na Internet, baixe o mapa e identifique as atrações que te mais interesse.

Nos roteiros dos parques indiqueis quais são as atrações imperdíveis do Magic Kingdom, Epcot Center, Hollywood Studios, Downtown Disney e Parques da Universal, principalmente se você for viajar em alta temporada.

Verifique os horários dos shows e paradas e programa-se para assistir os que tiver interesse. Pegue sempre um mapa na entrada do parque (tem em Português) para não perder tempo dando voltas.

Shows e Paradas Imperdíveis na Disney:

– Magic Kingdom:

Shows – Wishes Nighttime Spetacular (com queima de fogos) e Move it! Shake it! Celebrate it! (em frente ao Castelo da Cinderella).

Paradas – Main Street Electrical Parade, Mickey’s Once Upon a Christmas Parade (só na época de Natal)

– Epcot Center:

Show – Illuminations – Reflections of the Earth (com queima de fogos)

– Hollywood Studios:

Shows – Beauty and the Beast – Live on Stage, Fantasmic (com queima de fogos) e The Osborne Spectacles of Dancing Lights (só na época de Natal)

– Animal Kingdom:

Show – Finding Nemo

 

4. Faça reserva com antecedência dos Restaurantes

Se você faz questão de almoçar/ jantar em algum restaurante do Parque ou Downrown Disney, faça reserva com antecedência pelo site da Disney. As reservas abrem com seis meses de antecedência, leia como reservar aqui.

4. Faça um plano de Refeições Disney e não gaste além

São interessantes para quem quer conhecer os restaurantes dos Parques e/ ou dos Hoteis e pagar menos do que o pagamento avulso. Você compra 3 refeições por dia por pessoa, no valor do plano que você escolher e vai “gastando” com a pulseira. Mais informações aqui.

 

6. Compre ingressos dos Shows com antecedência

Pesquise os shows, jogos e eventos que gostaria de participar durante sua viagem e compre tudo com antecedência. Nós compramos o show La Nouba do Cirque du Soleil,  ingressos para o jogo de basquete do Orlando Magic e Icebar.

7. Use a Magic Band e deixe tudo mais prático

A MagicBand é uma porta de acesso ao MyMagic+, o sistema digital que integra diferentes serviços da Disney. Trata-se de uma pulseira plástica com um chip que consegue te identificar dentro dos parques, das lojas e hotéis e substitui o ingresso magnético, além de algumas experiências personalizadas como fastpass e memory maker.

– Entrada no parque: Basta encostar o Mickey em alto relevo no sensor da catraca para acessar o complexo. Você pode entrar no parque com o ingresso magnético ou com a Magic Band. O ingresso é vinculado à pulseira e vai sendo descontado conforme você vai usando.

– Chave do quarto: Se você estiver hospedado em algum dos hotéis do complexo Disney ela também servirá para abrir o quarto e não haverá mais cartão magnético.

– Fastpass+: Na entrada das atrações há um sensor que identificará o seu Fastpass agendado e o funcionário te deixará entrar pela fila mais curta.

– Memory Maker:o memory maker é um serviço de fotógrafos que tiram fotos de você e da sua família pelo parque, em locais específicos como em frente ao castelo da Cinderella, cumprimentando personagens, em restuarnates etc. Todas as fotos ficam disponíveis para download online. Esse pacote de fotos da Disney que pode ser comprado pela Internet e “linkado” com a pulseira.

Compras e refeições: se estiver hospedado em um dos hotéis do complexo, você também pode vincular um cartão de crédito a sua MagicBand para usar durante o dia nas lojas e restaurantes. Além disso, se você estiver hospedado em um hotel da Disney, a loja entrega todas as compras no seu quarto.

Durante o check in você cadastra uma senha à MagicBand que será digitada em uma maquininha toda vez que você fizer uma compra ou pagar a conta de um restaurante.

 

– Onde comprar a Magic Band?

Online

Se você se hospedar em um hotel da Disney você ganhará a Magic Band e pode linkar tudo no site já no seu hotel.

Caso contrário, você terá que comprá-la online e linká-la ao seu ingresso no site da Disney.

Para comprar o ingresso e tê-lo em mãos você precisa comprá-lo em uma agência de viagens. Minhas amigas compraram na CVC. O voucher não pode ser linkado à pulseira online, só no parque. Tudo isso deve ser feito com pelo menos 1 mês de antecedência:

1. Entre ou cadastre-se no site da Disney AQUI

2. Linke seu ingresso à sua conta no site da Disney AQUI

 

3. Compre a magic band online

4. Linke tudo o que já comprou no site da Disney à pulseira: as reservas de restaurantes, o hotel, o ingresso, o dining plan, o memory maker etc.

Tudo DEVE ser acessado/ feito pelo Site/ App do My Disney Experinece. A vantagem é ter tudo reunido na pulseira e não precisar ficar carregando trocentos vouchers pelos parques. E ela pode ser recarregada na próxima viagem.

Na Disney:

Se você estiver hospedado em um hotel da Disney, eles te darão a pulseira no check in. Você então acessa o site e linka tudo à ela conforme o passo a passo acima.

Para quem se hospedar fora do complexo Disney, basta ir a um dos postos em Downtown Disney e pagar uma taxa de $13,80 para adquirí-la. Não esqueça que você NÃO pode “carregar” sua pulseira com um voucher, somente com o ingresso magnético.

Se você tiver um voucher, em Downtown Disney mesmo, troque-o pelo ingresso magnético no “Guest Relations”e depois vá para a “Pin Traders” que fica em frente e compre sua pulseira. Todos devem estar presentes com seus tickets para adquirir a pulseira.

 

8. Agende o Fastpass+ com atecedência

O Fastpass é um serviço gratuito da Disney, que está incluído na compra do ingresso do parque, em que você pode reservar o acesso a certas atrações e encontro com personagens com antecedência e pular as filas.

Das atrações que você quer ir, identifique as que mais tem fila e faça a reserva do Fastpass no site da Disney ou no App. No site ou App você reserva, modifica ou cancela suas reservas, mas para isso você já precisa estar com o bilhete em mãos.

O Fastpass pode ser usado em até 3 brinquedos por parque. Nos roteiros dos parques, dou a dica de quais brinquedos usar o Fastpass.

Se você não manja de Internet pode fazer essa “reserva” nos quiosques de Fastpass dentro dos parques (se houver horário disponível), mas só para aquele parque, naquele dia. A localização dos quiosques está indicada no mapa do parque.

Outra dica é que caso você chegue ao parque e a fila de alguma atração que você reservou Fastpass esteja curta você pode trocar o agendamento pelo App. Não esqueça que os parques tem Wifi grátis.

 

Já no Parque:

9. Use a Opção “Single Riders”

É uma opção para quem não liga de ir sozinho nas atrações, separado dos amigos/ família. Sabe quando falta uma pessoa para completar o brinquedo? Então, aí o Single Rider é chamado. A fila geralmente é menor e anda mais rápido.

 

10. Use as “Extra Magic Hours”

Se você está hospedado em um hotel da Disney há uma programação AQUI com as ‘extra magic hours’ (geralmente 2 horas antes do parque abrir ou do parque fechar) em que você pode aproveitar os brinquedos sem a multidão de turistas.

Américas · Estados Unidos · Orlando

Orlando | Café da Manhã com as Princesas na Disney

O ‘Once Upon a Time Breakfast” ou ‘Era uma vez um café da manhã” é o Café da Manhã com as Princesas Disney no Magic Kingdom e que faz parte dos sonhos de toda menina (criança e algumas adultas!), pois acontece dentro do Castelo da Cinderela.

Disney

Mais especificamente no restaurante do Castelo, o Cinderella Royal Table, o mais concorrido da Disney.

Disney

A reserva para o café da manhã é disputadíssima e pode ser feita online com até 180 dias de antecedência.

Há também a possibilidade de agendar almoço ou jantar também. Para o jantar tente agendar perto do horário da queima de fogos (Once Upon a Time Dinner) para que você possa assistir das janelas do castelo. Deve ser incrível! Nós optamos pelo café da manhã.

Disney

Recomendo fazer no primeiro dia em que a reserva é liberada, pois o evento é tão concorrido que é a única reserva pré-paga da Disney.

Assim que chegamos fomos ‘anunciados’ pelos ‘serviçais’ do castelo e chamados para a foto com a Cinderela no saguão do Castelo.

Disney

Em seguidas fomos direcionados para o restaurante do castelo, que é lindo, com um clima medieval autêntico e ganhamos uma mesa na janela com vista para todo o parque lá de cima.

Disney

Disney

Recebemos o cardápio, que contém várias 2 opções de café: o continental e o americano com torradas francesas, crepes, doces e tudo o mais que a realeza tem direito ;).

Disney

Disney

A comida é bem caprichada e deliciosa e enquanto você desfruta do café você vai recebendo aos poucos a visita de todas as princesas que param na sua mesa para conversar (em Inglês) e para tirar fotos.

Disney

Disney

Disney

No final da refeição a garçonete certifica-se de que todas as 6 princesas passaram pela sua mesa e a ‘menina’ recebe uma varinha mágica e o ‘menino’ uma espada.

Disney

Além disso, lembra aquela foto com a Cinderela que tiramos na entrada? Eles emolduram e te entregam uma foto grande e mais 4 fotos 5×8.

Refeição, diversão e serviço excelentes!

Cinderella Royal Table

Américas · Chicago · Estados Unidos

Chicago: Magnificent Mile, Michigan Avenue e 360° Observatory

A Avenida Michigan é uma espécie de 5ª Avenida de Chicago, mas mais ampla, pois foi inspirada na Avenida Champs Elysee de Paris. É uma das maiores avenidas do mundo e a mais chique da cidade. Ela a corta quase que por inteiro do Chicago River até a Oak Street.

Chicago

O objetivo era unir a parte antiga da cidade (sul) com a parte nova e comercial (norte), mas como o Lago Michigan se encontra a um quarteirão da Avenida foi construída em um nível superior, como se fosse uma avenida double deck, e o acesso a essa parte de cima se dá por dentro do “Wrigley Building” que é o “Big Ben” de Chicago.

Chicago

Chicago

São 51 lojas reunidas nesse prédio inspirado na Catedral de Sevilha e todo coberto por lajotinhas brancas – um charme.

Chicago

A parte norte da avenida é a mais chique: são 13 quadras conhecidas como “The Magnificent Mile”, algo como o Quarteirão Impressionante e é o coração da cidade com suas lojas, restaurantes e hotéis chiquérrimos e um vai e vem de pessoas bonitas.

O Starbucks de lá é todo de vidro é adorávamos ficar horas por lá só fazendo “people watching” e protegidos do frio.

Chicago

Chicago

Continuamos seguindo pela avenida e nos deparamos com a “Water Tower” que hoje é um dos melhores shoppings da cidade. Foi o único prédio que sobreviveu ao grande incêndio da cidade.

Chicago

Mais para frente está o Edifício John Hancock 360° Observatory, o segundo prédio mais alto de Chicago.

Chicago

Chicago

A vista lá de cima é incrível porque além da cidade também é possível ver toda a orla da cidade, o Navy Pier, o Lago Michigan e a própria Sears Towers, sua concorrente número 1, já escrevi sobre ela aqui.

Chicago

Chicago

O 360º Observatory também oferece o “Tilt” que é a sensação do momento: janelas que se inclinam a 45º graus lá do alto com vista para o chão! O valor da atração não está incluso no ingresso e é US$7.

Chicago

Na saída não deixe de passar na “Best Buy” para conferir as novidades e de provar o delicioso hambúrguer do “Shake Shack” com suas fritas zig zag crocantíssimas. Programa perfeito!

Chicago

No final do dia ainda demos sorte de que o festival “Winter Wonderfest” promoveu um super Desfile de Natal na Avenida Michigan com direito à fogos sobre o Rio Chicago no nosso último dia na cidade para fechar nossa visita com chave de ouro.

Chicago

Chicago

Chicago

John Hancock 360º Observatory

875 N Michigan Ave, Chicago, IL

 

Américas · Estados Unidos · Nova York

Nova York | Dicas de Compras no Jersey Gardens Mall

Outlet em Nova York é uma loja de marca ou um lugar cheio delas que vende as roupas mais baratas por serem das coleções passadas ou terem algum tipo de defeito. Portanto os modelos e as numerações são muitas vezes limitados e às vezes vale a pena comprar em Manhattan mesmo se quiser uma peça mais atual.

A diferença, na maioria dos casos, não é tão grande assim, como no exemplo dos tênis – essa foi uma das nossas maiores dúvidas no início – e realmente não vale a pena comprar no Outlet porque em Manhattan você consegue os modelos mais bonitos e quase pelo mesmo valor.

Os dois principais outlets de Nova York são o Woodbury Outlets e o Jersey Gardens. Nossa primeira opção foi pelo Jersey Gardens tanto pela proximidade quanto pelo conforto, pois ele é todo coberto, ao contrário do Woodbury e principalmente por Jersey ser um estado ISENTO de taxas, o que deixa o valor dos produtos ainda mais atraente. Pegamos o ônibus na estação de Port Authority (42nd x8th) que nos deixou na porta do Outlet.

jersey-gardens-outlet-ny porth authority como ir jersey gardens

Do lado esquerdo, passando pela porta de entrada, fica o balcão de atendimento ao turista onde você retira os cupons de desconto e o mapa de lojas do lugar. Muito cuidado ao usar o cupom de descontos porque se a promoção da loja for maior que o desconto oferecido pelo cupom, ou eles não permitirão o uso do mesmo – os descontos não são cumulativos na grande maioria dos casos – ou te darão o desconto menor.

Outra dica é imprimir os cupons perto da data da viagem porque eles tem prazo de validade. cupom desconto outlet

O mapa de lojas também é extremamente importante, e se possível o ideal é imprimí-lo em casa e já anotar as lojas que deseja visitar porque são dois andares cheios de lojas e é impossível ir a todas em um único dia, a solução é priorizar.

A lição de casa também vale na hora de escolher qual o melhor outlet para você: dê uma olhada na lista de lojas dos lugares e decida qual vale mais a pena para você.

jersey-gardens-outlet-nova-york

As compras que mais valem a pena são na loja da Victoria Secret, mas é preciso paciência para encontrar peças ‘normais’ para o padrão brasileiro que não seja calçolão ou ‘thong’, 8 ou 80.

Uma dica é ir primeiro na loja oficial em Manhattan e tirar suas medidas com a vendedora, assim você já chega no outlet sabendo o tamanho do seu ‘cup’ ou bojo, que é a medida usada para a peça superior. Também há descontos nos cosméticos e um ótimo souvenir é o famoso creminho da Victoria – pegamos uma promoção de compre 6 e leve 10 por US$20.

Victoria secrets outlet ny

Adidas e Nike também são ótimos negócios para dar um ‘up’ no seu ‘look’ de academia e na Calvin Klein encontramos descontos enormes tanto nas roupas sociais como nos casacos de frio que são ótimos.

A Thommy também tem boas peças e promoções e a Levis para modelos específicos, como a 501 que o Rogério adora, tem preços bem mais baixos do que no Brasil. Relógios, óculos, perfumes e tênis realmente NÃO valem a pena. Mesmo preço do Brasil e pequena variedade!

Os melhores preços para esses itens estão na Sephora, Macy’s e Bloomingdales. Para os tênis qualquer loja de esportes de Manhattan. A Forever 21 também é ótima para aquelas peças ‘fast fashion’ que você não pode deixar de ter, mas que não merecem um investimento maior porque já estarão fora de moda em três meses. A qualidade não é das melhores, mas o preço é excelnte.

forever21

A Burlington e a Century 21 são concorrentes e lotadas de itens grifados de coleções passadas por preços bem acessíveis, mas reserve a paciência para encontra ‘a peça’ dos sonhos. A Abercrombie e a Hollister, queridinhas dos jovens descolados, também tem bons preços nos moletons e camisetas.

abercrombie-jersey-gardens-outlet

Outra loja que eu adoro é a Bed, Bath & Beyond com itens incríveis e baratos para a casa, mas a do Outlet não é uma das mais completas.

No balanço final achamos que a visita valeu a pena e compramos algumas coisas a preços muito bons. Assim que saímos o ônibus ainda não havia chegado e estava um frio de 0º, nós com um monte de sacolas e além disso tínhamos uma ópera no MET à noite. Depois de 30 minutos esperando, fui falar com um taxista que estava rondando o lugar. Fechamos e ele topou nos levar de volta para o hotel por US$100. Como estávamos em 4 pessoas, US$25 foi o dinheiro mais bem gasto da viagem e voltamos rápidos e quentinhos.

Deixamos as coisas no hotel e fomos voando para 79th no Lincoln Center, onde assistimos uma ópera no Metropolitan, leia o post aqui. Como ir A rodoviária de Port Authority fica na 8th com a 42nd e é possível comprar o bilhete na hora. Para o Jersey Gardens compre o da linha 111 da NJ Transit por US$8. Se quiser já compre o da volta ou compre no próprio Outlet no balcão e atendimento ao cliente.