Américas · Chile · Deserto do Atacama

Passeios Deserto do Atacama | Valle de la Luna e Valle de Jerez

Como chegamos nesse mesmo dia na hora do almoço, só há duas opções de passeios de meio dia que saem na parte da tarde do Atacama: a Laguna Cejas e o Valle de la Luna.

A Laguna Cejas é uma lagoa com alta concentração de sal que não te deixa afundar, mas ficamos pensando na coceira que aquilo deveria dar e na reputação do Vale da Lua, que era tido como o único lugar igual à superfície lunar na terra.

Optamos pelo Vale da Lua e valeu muito a pena! Já no caminho o visual é inspirador com a Cordilheira dos Andes e belas imagens dos vulcões Licancabur e Lascar.

Atacama

No caminho paramos do Valle de Jere que é um oásis verde e de água doce no meio do deserto mais árido do mundo.

Vale de Jere

A água permite que o povoado deTtoconao possa se dedicar à agricultura.

Um dos atrativos do lugar é a Quebrada de Jere, uma formação rochosa cujo interior exibe hieroglifos atacameños.

As casas do povoado são construídas com as pedras vulcânicas brancas retiradas da Quebrada.

Outro destaque é que a grande incidência solar propicia o cultivo de uma uva usada na fabricação de um vinho local.

Vale de Jere

A partir de lá, depois de alguns km chegamos aoVale da Lua.

Atacama

O vale de origem vulcânica exibe formações rochosas similares às encontradas na Lua. A beleza do lugar é indescritível e há várias espécies animais e vegetais. Lá há inclusive iguanas africanas que foram trazidas pelos escravos na época da colonização.

Atacama

Atacama

Atacama

Destacam-se as “Três Marias”, o anfiteatro e as cavernas. Há uma grande quantidade de Cristais de sal. O melhor período para visita é no final da tarde porque o calor do dia pode chegar facilmente aos 54°C.

Atacama

Atacama

Atacama

No final do dia, o pôr do sol mais bonito do deserto é o visto do vale. É preciso subir uma duna de areia, que devido à altitude parece bem mais alta do que é. É incrível, mas parece que cada perna sua pesa uma tonelada e levamos quase 10 minutos para subir uns 200 metros.

Atacama

Mas chegando lá em cima, depois de arrumar um lugarzinho na multidão, o visual é compensador. Uma palheta de cores inigualável e jamais vista devido à ausência de poluição.

Atacama

Saimos de lá impressionados com a cena.

PLANEJANDO UMA VIAGEM PARA O ATACAMA?

  • Encomende seu roteiro personalizado com cotação de vôos, hotéis e passeios por selenenascimento@uol.com.br
  • Reserve seu hotel aqui no Atacama
  • Contrate seu seguro saúde para viajar aqui
Américas · Chile · Deserto do Atacama

Chile | Passeios no Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama está localizodo na região norte do Chile até a fronteira com o Peru. Com cerca de 1000 km de extensão, é considerado o deserto mais alto (chega a 2.400m) e mais árido do mundo, pois chove muito pouco na região e as temperaturas variam entre 0ºC à noite e 40ºC durante o dia.

Há inúmeras opções de passeios na região e a melhor opção, na minha opinião, é fechá-los por lá mesmo. As agências ficam todas na calle Caracoles, uma do lado da outra, então é possível pesquisar todas as opções e preços e depois fechar com a que mais te agradar. Pesquisamos em umas três, mas não achamos muito confiáveis. Então pedimos referência no nosso hotel e nos indicaram a agência com que tem parceria, a Turistour (o site tem a relação da maioria dos passeios oferecidos). Fomos conhecer e adoramos e acabamos fechando todos passeios por lá mesmo. Não eram os mais baratos, mas os que tinham melhores guias e vans.

Ficamos três dias e duas noites na cidade e para o primeiro dia já fechamos o Vale da Lua que sai sempre na parte da tarde. Para os outros dias escolhemos o passeio para o Salar de Atacama, Lagunas Altiplânicas e Toconao.

Outro passeio bem legal são os Geysers del Tatio, mas desistimos porque era preciso sair às 4am a 0ºC e não tínhamos levado roupas de frio e o Tour Astronômico ou Space Celestial em que você observa o céu através de um super telescópio, o céu do Atacama é um dos mais limpos e estrelados do mundo, e um astrônomo vai explicando todas as constelações.

 

Américas · Chile · Deserto do Atacama · Santiago

Dicas de restaurantes em Santiago do Chile e Atacama

O Chile é um país extenso e por isso apresenta vários micro climas que influenciam na agricultura e nos diferentes sabores: ao norte, nas terras áridas o destaque fica para a quinua e a carne de lhama. Mais ao centro e ao sul os peixes e frutos do mar são o destaque com suas formas e sabores desconhecidos para nós brasileiros acostumados com as águas mais quentes do Oceano Atlântico.

A bebida mais famosa é o Pisco Sour, uma mistura de pisco, limão, açúcar e clara de ovo em neve. Bem geladinha é deliciosa.

Além do Pisco Sour, outra bebida típica e não alcóolica é o ‘Mate con Huesillos’ que é um chá mate gelado com pêssego seco e grãos de trigo cozido, que parecem milho. Parece estranho, mas é gostoso e é vendido nas barraquinhas no Cerro San Cristóbal.

Há uma herança espanhola e sobretudo andina nos pratos mais típicos como o Pastel de Choclo, ou bolo de milho recheado com carne e as empanadas.

Os peixes mais famosos são o Congrio e a Corvina. Dentre os mariscos destacam-se as machas e picorocos e o principal prato é o Chupe de Mariscos onde são cozindos em um molho de pão. Não deixe de experimentar o ceviche!

Não há pão francês, o pão típico chileno se chama ayuya e é uma delícia, tipo um pão árabe. Vale provar, no seu café da manhã no hotel com certeza não vai faltar e tem em todas as padarias/ lanchonetes.

Em Santiago, há muitas opções de restaurantes e abaixo estão as que fomos e recomendo:

Mercado Central

 

O melhor lugar para comprar peixes, frutos do mar e experimentar uma comida bem típica é no Mercado Central onde há vários restaurantes muito bons. O destaque do lugar é a centolla, um caranguejo bem grande de águas geladas.

É mais ou menos como o nosso Mercado Municipal de SP, mas bem menor. Comemos no El Gastón e adoramos.

 

Como Água para Chocolate

Esse restaurante é unamidade entre os melhores de Santiago e fica no famoso bairro da Bella Vista. Fica uma casinha toda colorida inspirada no filme de mesmo nome. O lugar é disputadíssimo e é preciso fazer reserva pelo site com antecedência. A decoração é bem criativa e acomida é deliciosa. A cozinha é auto intitulada ‘mágica-afrodisíaca’. Começamos com um pisco sour muito bem feito que combinou perfeitamente com entrada de tapas.

Para o prato principal fomos de Congrio com crosta de castanhas e molho de espinafre que estava de lamber os dedos. Para a sobremesa uma trilogia de chocolates belgas com calda de framboesas.

Empório La Rosa

Para um lanche rápido e para um dos melhores sorvetes de Santiago o Empório Las Rosas é a pedida. Os sorvetes são artesanais, cremosos e de sabores exóticos como pétala de rosa (meu preferido), choco-chili e pimenta negra. Há varios sucos-gourmet com um com laranja, manga e água de rosas que o Rogério me pede para reproduzir toda hora, empanadas e o melhor mil folhas!

Le Fournil

O Le Fournil é um bristrô francês e café, localizado no nível superior do Patio Bellavista. O ambiente é agradável e a comida é muito boa. Chegou a ganhar prêmios de “melhor prato” em 2010 e 2011.

Bali Hai

Um restaurante que gostamos bastante também foi o Bali Hai onde jantamos na noite de Natal, bem animado acompanhado de um show de dança Rapa Nui.

 

 

Américas · Chile · Deserto do Atacama

Passeios Deserto do Atacama | Salar de Atacama, Laguna Chaxa e Socaire

O Salar é uma salina com cerca de 3000 km2 localizada a 55km de San Pedro de Atacama. É o terceiro maior do mundo atrás do Salar de Uyuni e de Salt Lake City.

Salar do Atacama

A área que visitamos faz parte da Reserva Nacional Los Flamencosque, além do Salar e da Reserva de Flamingos, abrange também as Lagunas Altiplânicas, o Valle de la Muerte e o Valle de La Luna.

De dentro da reserva é possível ver os principais vulcões do Chile.

Atacama

 

Na foto acima estão os vulcões Licancabur e Hulriques. Diz a lenda que Licancabur ( o do meio) casou-se com Kimal (a do lado direito), mas seu irmão Hulriques (do lado esquerdo) passou a cortejá-la então o pais dos dois, o vulcão Láscar, cortou a cabeça de Hulriques.

O Salar é uma salina com cerca de 3000 km2 localizada a 55km de San Pedro de Atacama. É o terceiro maior do mundo atrás do Salar de Uyuni e de Salt Lake City.

 

Acima o vulcão Láscar, o pais dos dois vulcões.

Visitamos o setor Soncor onde fica a Laguna Chaxa que concentra concentra várias espécies de flamingos e também  vicunhas, alpacas e lhamas.

Salar atacama

É possível observar os cristais de sal formados pela evaporação das águas salgadas subterrâneas. Os cristais de sal variam de tamanho e forma conforme a composição mineral do sal.

Salar Atacama

A água vem do rios andinos que se infiltram nas montanhas e dão origem à laguna Chaxa, lar de de três espécies de flamingos: o Andino, o Chileno e o James. Eles se alimentam de um pequeno crustáceo, parecido com um camarão, que possui cerca de 1,5 e conseguiu sobreviver às águas salgadas da lagoa.

Salar de Atacama

A proteína presente nesse crustáceo é a responsável pela cor rosada dos flamingos.

Salar de Atacama

Por lá é possível fazer caminhadas, cavalgadas e tirar muitas fotos. Por se tratar de uma reserva ecológica não é possível tocar em nada. O visual, como tudo por lá, é impressionante.

Na saída paramos na aldeia de Socaire para almoçar.

Conhecida por suas casas sem janelas o principal ponto é a Igreja e seu campanário que é um dos principais mirantes do Salar.

Socaire

Atacama

Lá é possível encontrar muito artesanato e artigos de lã.

Atacama

Atacama

PLANEJANDO UMA VIAGEM PARA O ATACAMA?

  • Reserve seu hotel aqui no Atacama
  • Contrate seu seguro saúde para viajar aqui
Américas · Chile · Deserto do Atacama

Passeios Deserto do Atacama | Lagunas Aliplânicas e Toconao

Depois de visitarmos o Salar do Atacama,  partimos em direção às Lagunas Altiplânicas: a Laguna Miñique e a Laguna Miscanti, um dos lugares que eu mais queria conhecer na região.

Reserva Nacional Los Flamencos

Ao chegar já sentimos o choque de temperatura, saímos de 40ºC no Salar, que fica a 2.400m de altitude, para 3ºC nas lagoas, que estão a 4000m.

Reserva Nacional Los Flamencos

As águas das lagoas tem águas azuladas e são originárias do degelo dos vulcões de mesmo nome. Em seu entorno é possível ver a marca do sal que existe em suas águas.

Laguna Miñiques

Em Miñuique o coirón, planta com a qual fazem artesanatos e telhados, dá charme à paisagem.

Atacama

 

Na Miscanti está o lugar em que a tagua, uma ave negra típica da região faz seu ninho.

Depois de admirármos a beleza do lugar e tiramos milhares de fotos, fizemos um pique nique em um chalé com vista para as lagoas. Precisa mais?

Laguna Miscanti

Na volta, bem no final da tarde, paramos no povoado de Toconao. Demos uma volta na praça principal e visitamos a Igreja da cidade, a Iglesia de San Lucas, construída em 1774.

Atacama

 

Seu campanário foi construído em três corpos de pedra e barro e o interior de ambos é todo fabricado com madeira de cactos.

Atacama

 

Há também muitas lojas de artesanato e artigos de lã, mas o destaque fica para as duas lhamas, a Luna e a Macarena, que fazem a alegria dos turistas e dos moradores e moram no fundo de uma das lojas.

Lhamas

lhamas

Adoramos poder chegar mais perto desses animais que foram bem dóceis.

PLANEJANDO UMA VIAGEM PARA O ATACAMA?

  • Reserve seu hotel aqui no Atacama
  • Contrate seu seguro saúde para viajar aqui