Espanha · Europa · Madrid

Madrid | Noite madrileña e bairro La Latina

La Latina é o endereço certo para uma autêntica noite madrileña e um dos seus rituais mais tradicionais: o tapeo. Madrid, na verdade, é uma cidade para ser vivida, ‘salir de marcha’, como os espanhóis dizem (ir para a balada) ou para ‘tapear’. A noite madrilena é famosa internacionalmente e além dos bares de tapas há muitas baladas que começa lá pela 1 ou 2 horas da manhã até às 5 ou 6 horas.

Mercado San Miguel

Nada mais gostoso do que parar em um dos muitos bares da cidade e pedir umas tapas (uma pequena porção) e um ‘tinto de verano’.

Lamiak
Mercado San Miguel

A origem das tapas remonta ao rei Afonso V que exigiu que os estabelecimentos servissem uma pequena porção de comida para amenizar os efeitos do álcool. Imagina como devia ser a bebedeira!

E se você acha que já passou da idade, não se acanhe, pois na Europa você vai ver um senhor de 80 anos ao lado de uma criança de 10, todos dividindo o mesmo espaço no bar. E isso é uma das coisas que eu mais admiro nos Europeus, eles sabem viver, sabem aproveitar a vida como ninguém e não há idade para parar.

Lamiak

Então se você já entrou no clima, basta descer na estação de metrô La Latina e procurar a rua Cava Baja.

Rua Cava Baja

É uma rua cheia de bares de tapas um do lado do outro, um especializado em presunto ibérico, outro em patatas bravas (batatas fritas com molho de tomate picante), outro em queijos, tudo em forma de tapas, claro, ou pintxos, que são espetinhos que eles montam com azeitonas, anchovas, presunto, boquerones (que são anchovas sem sal – uma delícia), frutos do mar entre outro.

Analise o lugar, dê uma olhada no pessoal e se gostar, entre. Passe algum tempo lá e depois vá para outro bar. O tapeo perfeito consite em repetir esse ritual até o sol raiar. Essa é a noite de Madrid!

A noite que fomos era uma terça-feira então os lugares não estavam ultra lotados como costuma ficar e alguns já estavam fechados, chegamos por volta das 22h. Então entramos no mais cheio e que ainda estava aberto, o Lamiak, e depois descobrimos que esse é o point de Madrid, um dos bares mais descolados e procurado pelos espanhóis antenados. Aí, é só ir no balcão e fazer o pedido: tapas e tinto de verano!

Lamiak

De lá tentamos entrar em outros bares, mas já estava quase tudo fechado, mas tem diversas opções como: Posada del León, especializada em croquetes e queijos, o Orixe, especializado em tapas de frutos do mar e a famosíssima Casa Luca, que dizem ter as melhores tapas da rua!

Stop Madrid

Outras opções de bares para tapear fora do La Latina são o Stop, uma das tabernas mais antigas de Madrid fundada em 1929 especializada em presunto ibérico e o Mercado de San Miguel que é imperdível!! Leia mais dicas de onde comer em Madrid neste post aqui.

Mercado San Miguel
Espanha · Europa · Madrid

Madrid | Estádio Santiago Bernabeu, compras e tapas!

Nesse dia acordamos cedo e fomos visitar a parte ‘nobre’ de Madrid, o Bairro de Salamanca.

O bairro é um ponto turístico imperdível na Capital Madrileña e é conhecido pela “Milha de Ouro” que abriga maiores marcas de moda, decoração e joalharia.

Subimos o famoso Paseo de la Castellana e chegamos às principais ruas de compras de luxo de Madrid: as ruas Serrano, Ortega y Gasset, Velázquez, Lagasca, Ayala ou Claudio Coello.

Várias marcas internacionais como Bulgari, Cartier, Tiffany, Manolo Blahnik, John Galiano, Carolina Herrera, Armani, Missoni, Gucci, Dolce & Gabanna, . Louis Vuitton, LouboutinHermésmuitas marcas americanas como Tommy Hilfiger, DKNY e Marc Jacobs.

Na rua Goya estão as lojas mais acessíveis como Zara, El Corte Inglés, várias franchisings internacionais e muitas lojas made in Spain como a Lefties (outlet da Zara), Desigual e Uno de 50.

É também possível dar uma volta pelos arredores da rua Príncipe de Vergara, tanto no caso de pretender mobiliar a sua casa com peças antigas, como se estiver à procura de um mobiliário ou decoração de vanguarda.

De Janeiro a Março, no Inverno, e de Junho a Setembro a maioria dessas lojas entram em promoção, as famosas “rebajas” e os preços se tornam mais acessíveis.

Depois dessa caminhada todas passamos pela rua Juan Bravo e demos de cara com o Restaurante St. James que possui a fama de servir a melhor paella da cidade (estação de metrô Nuñez de Balboa). Infelizmente eles só abriam depois das 13:00 então continuamos o passeio e pegamos o metrô até a Estação Santiago Bernabeu. Se tiver a oportunidade, ele é muito bem comentado.

A 300 metros dessa estação fica o Estádio Santiago Bernabeu, o Estádio do Real Madrid.

O Tour custa €20 e acontece todos os dias das 10:00 às 19:00. Ele dá acesso a todo o Estádio que foi construído da década de 40 e é um dos melhores/ mais confortáveis lugares para se assitir futebol na Espanha.

Durante o tour você tem acesso à uma plataforma de observação ‘aérea’ do Estádio, a parte interior do estádio, o Museu do Real Madrid, o vestiário, o túnel de entrada dos jogadores, os bancos de reservas e a sala de imprensa.

Outra opção para visitar o Estádio é comprar ingressos para um dos jogos do Real Madrid (entre Agosto e Maio). O Estádio abre com 5 horas de antecedência ao início do jogo. Basta comprar no próprio site oficial do clube.

Na volta paramos para um almo-janta no Mercado San Antón que fica no bairro Chuecas bem pertinho do nosso hotel. O Mercado é super organizado em um prédio de 3 andares com corners vendendo peixes, verduras e as famosas tapas!

Como eu já disse sou apaixonada por esse estilo ‘tapas’ de comer. Sempre quero experimentar todas as novidades da culinárias local, somos verdadeiros desbravadores, e com as tapas consigo experimentar muito mais.

As tapas custam a partir € 1 e vão dos mais variados frutos do mar, polvo a galega, paella, patatas bravas (um dos meus preferidos – adoro!) às taças de vinho a partir de € 2,5. Os preços são ligeiramente menores que os do Mercado San Miguel que comentei aqui.

Fechamos o dia no Aeroporto de Barajas em um vôo para a Cidade do Porto em Portugal. Continue lendo aqui.

Espanha · Europa · Madrid

Onde comer barato em Madrid?

Há muito lugares em que se pode comer barato em Madrid, principalmente na hora do almoço em que podemos tirar proveito do “Menu del Día”, muito comum na Espanha, e que por preço fixo, geralmente entre 10 e 20 euros por pessoa você tem direito a uma entrada, prato principal, sobremesa, água e vinho. Isso vale inclusive para as áreas turíticas. Abaixo deixo nossas recomendaçoes:

Mercado San Miguel

Esse mercado é parada obrigatória durante a viagem. É um tipo de Mercado Municipal Gourmet com tapas tipicamente espanholas como presuntos, azeitonas gigantes recheadas com marisco, tomate seco, mascarpone, frutos do mar, vinho vendido em taças, pintxos e montaditos.

Mas não é um mercado comum, é um ponto de encontro dos hypster madrilenos, um local comer e beber muito bem.

Calle Augusto Figueroa, 24, 28004 Madrid

 

Mercado de San Antón

Segue o mesmo estilo do Mercado de San Miguel a partir do 2º andar com várias ‘tiendas’com tapas e vinhos. Ótima pedida para um almoço rápido, gostoso e barato.

Churrería San Gines

Esse local é muito tradicional em Madrid e uma delícia para o fim de tarde. A especialidade são churros com chocolate, os típicos churros espanhóis fininhos e sem recheio acompanhados por uma cremosa xícara de chocolate quente. Imperdível!

 

Pasadizo de San Ginés, 5, Madrid

Cerveceria Cien Montaditos

Montaditos são mini sanduíches que os espanhóis adoram de tudo o que você pode imaginar: embutidos, queijo, fritada e até batata. É uma ótima pedida para um lanche rápido, cada um sai por volta de €1, e tem vários endereços pela cidade.

Calle de la Montera, 34, 28013 Madrid

 

El Sobrino de Botín

Esse é o restaurante mais antigo do mundo segundo o Guiness Book. Ele foi fundado em 1725 e nunca foi fechado! Já foi e ainda é frequentado por várias celebridades como Hemingway, Jacqueline Kennedy, Michael Douglas, Pedro Almodóvar, os reis espanhóis, Ricky Martin, Ronaldo e Cacá.

O destaque do lugar é o forno a lenha e os carros chefes são o leitão e o cordeiro assado.

Calle Cuchilleros, 17, 28005 Madrid, Espanha

 

Vineria Stop

É uma das tabernas mais antigas de Madrid fundada em 1929. O destaque é o presunto ibérico e os mais de 40 tipos de vinho vendidos por taça.

Calle de Hortaleza, 11, 28004 Madrid, Spain

 

Bar Lamiak

Ótimo lugar para um fim de noite, para um chop ou tinto de verano e uma boas ‘tapas espanholas’. Leia mais sobre a rua Cava Baja aqui.

Calle Cava Baja, 42, Madrid

 

  • Outras dicas:

– Hospedagem

Ficamos no Hostal Casa Bueno, super bem localizado, bem na Fuencarral com a Gran Vía e na cara da estação de metrô Gran Vía. A Fuencarral é uma peatonal e a principal ruas de compras da cidade. Lá você encontra Zara, Mac, H&M, Vans, Adidas, uma do lado da outra e é super central o que nos permitiu ir a pé a todos os lugares. O hotel é simples, mas super bom e com Wifi.

– Transporte

Madrid é muito bem servida por trens e muitas linhas de metrô. A linha 8 do metrô (Nuevos Ministerios/Aeropuerto) liga o aeroporto de Barajas ao centro de Madri. Há duas paradas em Barajas: uma no terminal T4, e outra que serve aos terminais T1, T2 e T3. Dessa estação Nuevos Ministérios será necessário fazer uma ou duas baldeações até chegar ao destino final. É super simples, basta ter um mapa do metrô em mãos. Veja o mapa completo do metrô aqui. Já na cidade, o metrô também te leva para todos os cantos.

Espanha · Europa · Madrid

Madrid | Palacio Real, Plaza Mayor, Museu do Prado e mais!

Começamos nosso roteiro por Madrid pela Calle Fuencarral (na Estação de Metrô Gran Vía) onde ficava nosso hotel. A Calle Fuencarral é a principal rua de comércio de Madrid com várias lojas de marcas internacionais uma ao lado da outro: H&M, Swaroviski, Vans, Adidas, Zara e várias outras.

madrid

madrid

É uma peatonal bem agradável com vários cafés e banquinhos ao redor. De lá cruzamos a Gran Vía e seguimos pela Calle de la Montera onde fizemos uma pausa para o almoço na Cerveceria Cien Montaditos.

madrid

Trata-se de uma rede super famosa e com vários endereços na Espanha especialiazada em montaditos, ou mini sanduíches, que custam cerca de €1 cada.

madrid

Um pouco mais a frente há várias lojas de souvenir e uma loja de presuntos ibéricos chamada Viandas de Salamanca, que é a marca mais famosa de presuntos espanhóis.

madrid

E vale a pena uma parada para comprar um cocurucho (ou canudo) de presunto e dar uma olhada nas iguarias que estão entre as mais famosas do mundo. E já que estamos nesse assunto preste atenção: há três tipos de presunto ibérico que diferem em sua qualidade – o jamón ibérico de bellota, o melhor de todos, o jamón ibérico de recebo, intermediário e jamón ibérico de cebo, o mais comum e acessível.

madrid

O melhor e mais caro é o jamón de Bellota em que os porcos são alimentados com castanhas (bellotas) que deixam a carne com um sabor especial. O preço é salgado, mas pelo menos uma vez tem que experimentar. Cerca de 100g do produto custam cerca de €10 Euros na loja, mas vale a pena, apesar de eu ainda preferir o Presunto de Parma, a variação italiana do presunto cru.

madrid

Mas e o presunto Pata Negra? Bom, nós também tínhamos essa dúvida, mas aprendemos que que Pata Negra é um termo genérico para presunto já que o termo refere-se ao porco – pata negra.

Continuando o passeio desembocamos na Puerta del Sol, um dos lugares mais famosos de Madrid, onde fica o marco zero das estradas espanholas.

O edifício mais antigo é a Real Casa de Correos com sua torre do relógio onde são contadas as badaladas para o Ano Novo.

madrid

A estátua del Oso y el Madroño também é um ponto de destaque e que representa o escudo de Madrid.

madrid

Na Calle Postas, 8, uma das ruazinhas que desembocam na praça, fica o Museo del Jamón, outra alternativa para provar o famoso presunto.

Próximo à Puerta del Sol fica a Plaza Mayor cuja entrada só é possível por um dos seus 9 pórticos. O pórtico mais famoso é o Arco de Cuchilleros na esquina sudoeste da praça.

madrid

madrid

Seguimos o passeio em direção ao Palácio Real e paramos no Mercado de San Miguel para conhecer. Esse mercado existe desde 2009 quando foi reinaugurados como point gourmet de Madrid. São 30 bancas de frutas, verduras, peixes e embutidos, além das mesas comunitárias para degustação, bar de vinos e tapas fresquíssimas preparada por chefes locais com ingredientes de excelente qualidade.

madrid

madrid

É um excelente lugar para começar a noite também (já que ele fecha só às 2am). As tapas começam com € 1, mas não é um lugar baratíssimo e os preços são compatíveis com a qualidade dos alimentos.

madrid

Também é o lugar ideal para provar o famoso jamón de Bellota que sai por volta de € 16 cada 100gr.

madrid

Continuamos até o Palácio Real, que é bem pertinho dali, e é a residencia oficial do Rei da Espanha, a pesar de ele não morar lá.

madrid

Na volta, próximo à Plaza Mayor, no Pasadizo San Gines fica a chocolatería mais famosa de Madrid: a Churrería San Gines. Uma parada lá é indispensável para provar os típicos churros espanhóis – fininhos e sem recheio – acompanhados por uma xícara de chocolate quente bem espesso.

madrid

Uma delicia. Além disso a churrería fica em uma ruazinha/ peatonal bem tranquila e bonita, ideal para relaxar depois dos passeios.

madrid

 

madrid

 

Continuando pela Calle de Alcalá chegamos na Plaza de Cibeles, na intersecção das Calle de Alcalá, Paseo de Recoletos e Paseo del Prado. A fonte foi esculpida em 1777 e em cada uma das quatros esquinas da praça estão o Palácio Buena Vista, o Palácio de Linares, o Palácio de Comunicaciones, que é a sede da prefeitura e o Banco de Espanha.

madrid

Passos a frente encontramos a Plaza Independencia e a famosa Puerta de Alcalá que foi construído em 1778 pelo rei Carlos III para servir como porta de entrada da cidade.

madrid

Seguimos pelo Paseo del Prado até o Museo del Prado. A dica é ir das 18:00 às 20:00 quando a entrada é grátis. O Museu é o mais importante da Espanha e um dos mais famosos do mundo.

madrid

madrid

Abriga coleções precisíssimas, principalmente pinturas francesas, espanholas como Velásquez e Goya, da escola flamenca, alemãs e da Renascença Italiana. É realmente um museu imperdível.

madrid

madrid

Quem ainda tiver pernas, pode aproveitar e dar uma esticada até o Museu Reina Sophia para ver La Guernica, de Pablo Picasso.

madrid

madrid

Fechamos um dia perfeito tapeando do Bar Stop e depois fomos para o Lamiak em La Latina. Leia o post aqui.

madrid