Italia · Sardenha

Sardenha | Como montar seu roteiro de praias pela ilha

A Sardenha é a segunda maior ilha do mar Mediterrâneo entre a Itália e a Espanha e ao sul da Ilha francesa de Córsega.

As distâncias são relativamente grande entre um lado ou outro da ilha e por isso há 3 possibilidades de roteiro: Noroeste (aeropoto de Alghero), Nordeste (aeroporto Olbia) ou sul (aeroporto Cagliari).

sardenha

– Em qual cidade chegar e se hospedar

Dependendo de qual das 3 zonas/ áreas que você quer conhecer você pode:

  1. Nordeste (aeroporto de Ólbia): hospede-se nas cidades de Porto Cervo ou Ólbia. É aí que fica a famosa Costa Esmeralda. Também será sua base para visitar as ilhas próximas de Córsega e Magdalena;
  2. Noroeste (aeroporto de Alghero): hospede-se em Alghero. Também é base para conhecer uma das praia mais bonitas da regiao, a La Pelosa um pouco mais ao norte;
  3. Sul (aeroporto de Cagliari): hospede-se em Cagliari para conhecer o sul da Ilha.
  4. E se tiver pelo menos uma semana por lá, chegue pelo Aeroporto de Alghero e saia pelo de Ólbia para conhecer o melhor da Ilha e monte base em duas cidades.

– O que visitar/ melhores praias

Sardenha

Noroeste (Sassari)

Com base em Alghero dá pra conhecer todas as praias da Costa Oeste com no máximo 30 minutos de deslocamento.Você pode conhecer as praias de carro, mas atençao que é proibido entra com carro no centro histórico, se você se hospedar por lá, e tem pouco lugar para estacionar por perto.

As mais bonitas para o norte de Alghero são La Bombarde, Lazaretto, Mugoni e vale esticar até Capo Caccia para ver a Gruta de Netuno.

Sardenha

Também vale um bate e volta até a praia La Pelosa, já no norte da ilha que levará 1 hora mais ou menos. Para todas essas praias é possível ir de carro ou com o Beach Bus. As exceçoes sao La Pelosa e Bosa às qual se chega com ônibus regular ou com tour privado.

Bilhetes ônibus: o bilhete para o Beach Bus você compra dentro do próprio ônibus com o motorista por 5 euros (paradas ilimitadas dentro de 24 hs). A parada principal fica na Via Catalogna.

Sardenha

O bilhete para os ônibus regulares (que inclui o do aeroporto) você compra ou diretamente com o motorista ou no quiosque da ARST, que é a companhia de ônibus da Sardenha, na Via Catalogna. Nesse mesmo quiosque, compra-se o bilhete de ônibus para o aeroporto, que é super confortável e vale 1 euro contra 30 euros do táxi.

Nordeste (Ólbia)

Sardenha

Nesta parte da ilha começa a famosa Costa Esmeralda e aqui você precisará alugar um carro. Recomendo a Sicily by car (que é a low cost da Auto Europe) Além de mais barata, tem menos burocracias e que te aluga carro somente com a permissao européia de dirigir provisória, mas claro que só descobri isso lá.

Quando cheguei à Barcelona, entreguei minha carteira brasileira e solicitei a espanhola, mas ela nao ficou pronta a tempo e tive que cancelar esta parte da nossa viagem (fizemos somente a parte Noroeste até Capo Caccia). Outra dica é alugar o carro com bastante antecedencia, pois o preço sobe muito perto da data da viagem e nao há carros suficientes para todos os turista, ou seja, nada de alugar no balcao ou você ficará na mao.

Com base em Porto Cervo, dá pra conhecer o norte, como Santa Teresa de Gallura com alguns pontos famosos como Capo testa, Spiaggia di Cala Espinosa e a Torre di Logosardo.

Sardenha

Também é a base perfeita para explorar as ilhazinhas da regiao:

Troque de base, agora, e hospede-se em Ólbia. No primeiro dia pode-se visitar a Spiaggia Capriccioli (8km), Spiaggia del Principe (10km), e a Spiaggia de Portisco (12km) que estão próximas umas das outras.

No segundo dia, um pouco mais para o sul, visite a Cala Moresca (34km), a Cala Girgolu (50km) e Porto San Paolo (7km).

 

Vale a pena alugar carro?

Como comentei acima, nosso plano inicial era alugar um carro e fazer a parte Noroeste e Nordeste da Ilha. O carro além de de dar mais conforto te permite descobrir várias praia e calas escondidas, que sao o verdadeiro charme da regiao. Como nao pudemos alugar fizemos somente a parte Noroeste e fomos de praia em praia com o Beach Bus.

Se sentimos falta do carro? Sinceramente nao e demos graças a Deus que nao tínhamos que buscar lugar para estacionar, pois como você pode imaginar a ilha, em pleno Agosto, é lotada! Visitamos todas as praias que queríamos, subimos até Cappo Caccia, super confortáveis e com ar condicionado, nos hospedamos no Centro Histórico e visitamos varios restaurantes a pé. Eu alugaria um carro no último dia, em que vocë estiver deixando Alghero, visitaria La Pelosa ao Norte e seguiria para a Costa Esmeralda, onde sim, o carro é essencial.

 

Italia · Sardenha

Sardenha | Dicas práticas de transporte, hotel e restaurantes

A Sardenha nunca esteve no meu radar, ao se tratar de Ilhas italianas as que mais me chamavam atenção sempre foram Sicília e recentemente Capri. Mas desde que vim morar na Espanha, muita gente me falava de lá (que fica super perto daqui) e bastou uma promoção da Alitalia em pleno verão europeu para empacotarmos nossas coisas e voarmos direto para Alghero!

– Como ir do Aeroproto de Fertillia ao centro de Alghero

Carro: é possível alugar um carro nas muitas locadoras dentro do aeroporto, mas nao se esqueça de reservar com antecedência, prinicpalmente em Agosto, para nao ficar sem carro.

Táxi: há muito táxis na porta do aeroporto e a distância até o Casco Antigo é de cerca de 8km que custa em torno de 30 euros.

Ônibus: o ônibus 9373 sai do estacionamento do aeroporto (a 150 metros da porta de desembarque) e te leva ao centro antigo na Via Cagliari. Custa 1 euro.

– Onde ficar em Alghero

Nos hospedamos em um apartamento dúplex, o Gioberti 25, na própria Via Gioberti, 25, na cidade antiga. O apartamento é excelente e o dono super tencioso. Ele é dono da lotérica/ tabacaria da cidade, entáo ele está sempre a disposiçao para ajudar. Nos recebeu com mapa e dicas de roteiro e restaurantes. Reservei pelo Booking.com link aqui.

Sardenha

O apartamento é super moderno, espaçoso e com cozinha equipada , vários electrodomésticos, Wifi super rápido e dois andares.

Sardenha

Sardenha

Sardenha

A rua é tudo aquilo que você imagina, com todos os estereótipos italianos que você espera ver quando viaja â Itália: rua medieval de pedras? Tem. Escadinha estreita? Tem. Vizinhos que penduram sua roupa no varal do lado de fora? Tem também! Um charme!

Sardenha

Além disso a rua tem vários barzinhos e restaurantes maravilhosos, sem que o barulho chegeu ao quarto ou te atrapalhe porque ela está super bem localizada, mas ao mesmo tempo há uma ou duas ruas do centrinho mesmo que ferve de turistas. A pedida ideal!

-Transporte: é preciso carro para explorar a Sardenha? Como visitar as praias?

Quando estava pesquisando para a nossa viagem encontrei pouquíssima informação prática online e os poucos blogs que falavam a respeito eram categóricos em dizer: “sem carro é impossível explorar a Sardenha”, “não existe transporte público por ali”, o transporte público é precário e etc.

Sinceramente, não é preciso carro se você montar base em uma cidade de cada vez e conhecer as praias próximas. E existe excelentes opções de transporte público e de turismo, inclusive com wifi e ar condicionado, pelo menos onde ficamos, na Costa Noroeste, com base em Alghero.

Assim que chegamos na cidade, demos graças a Deus por não termos alugado o carro. Pra começar que a cidade antiga, onde nos hospedamos, é toda peatonal, um emaranhado de ruelas medievais, falésias, praias e miradores. Uma graça, mas SEM lugar nenhum para estacionar.

Sardenha

Na “cidade nova”, que fica em volta da medieval, há alguns bolsóes pequenos, mas sempre lotados e pagos. Nas praias os estacionamento eram igualmente pagos.

Além do transporte público regular excelente que te leva à diversas praias por 1 euro (!), (inclusive para La Pelosa em Stintino por 7 euros e para a linda cidadezinha de Bosa) existe uma linha turística, chamada Beach Bus, que sai da Via Catalonia em Alghero e passa em TODAS as praias até Capo Caccia, de hora em hora, com wifi e ar condicionado. O bilhete custa 5 euros por pessoa, e vale para o dia todo, para quantas vezes você quiser usar.

Sardenha

Agora se você quer conhecer outras praias mais longe como Santa Teresa de Galura, onde é possível pegar um ferry para Bonifácio em Córsega, também tem ônibus regular, mas acho que sao dois, entao acho mais fácil alugar carro ou comprar um tour em uma das várias agências de turismo, ou o ticket do ônibus turístico, que te leva direto para lá. Na Via Cagliaria há várias, é só se informar.

Esses ônibus turísticos (ida e volta) te levam também para Castelsardo, El Palau (de onde você pega o ferry para a Ilha Magdalena) e Costa Esmeralda.

Lógico que a partir daí com um carro é muito mais confortável e você tem mais liberdade para explorar pontos diferentes da Ilha e ficar mais dias em um ou outro lugar. Se pretende esticar sua viagem para a Costa Esmeralda (ou vice-versa), eu alugaria um carro. A Sardenha é a segunda maior ilha do Mediterrâneo e as distancias são relativamente grandes, podem chegar a 150-200km e com ônibus os trajetos podem durar até 4 horas.

 

-Internet

As lojas da Wind tem um chip pré pago especial para turistas com 100 minutos de ligação dentro da europa e 1G de Internet e custa 20 euros.

-Onde comer em Alghero

Bom, chegamos a conclusão que os melhores restaurantes da cidade estavam na nossa rua.

Descobrimos o Ristorante Gioberti, que está em 1º lugar no Tripadvisor, ficava quase em frente ao nosso apartamento e depois da primeira vez que jantamos lá, jantamos lá 3 noites, de tão MARAVILHOSO que é, mas em alta temporada tem que reservar um dia antes.

Sardenha

 

Provamos um prato imperdível, típico da culinária sarda, a fregula, um macarrão esférico do tamanho de uma pérola com com molho purpuzza feito com linguiça de vinho. Maravilhoso!

Sardenha

Também se tiver a chance, as lagostas de Alghero tem fama de estarem entre as melhores da Europa.

Sardenha

Por indicação do dono do apartamento também fomos à Osteria Barceloneta para almoçar em um dos dias com vinho e comida bem gostosa.

Sardenha

Sardenha

Para um lanche rápido recomendo o La Piadina del Pozzo, que vende sanduíches de mesmo nome, típico da Itália, em um pao como o sírio com diversos recheios diferentes como mussarela de búfala, presunto di parma, majericao entre outros. Super frescos e feitos na hora e o lugar, como diz o nome, fica em cima de um poço com tampo de vidro!

Sardenha

Sardenha

Na penúltima noite, jantamos à beira mar, no Kings, super conhecido por lá. Muito bom também e com o adendo de ser de frente para o mar!

Sardenha

Italia · Sardenha

Sardenha | Passeio pela cidade antiga de Alghero

Nossos dia na Sardenha foram puro dolce far niente. Chegamos com milhares de planos, com mil praias em mente para visitar, mas no final menos foi mais: fomos às principais praias, tiramos uns dia para não fazer nada e comemos muitíssimo bem.

Sardenha

No nosso primeiro dia, embarcamos de Barcelona a Alghero logo pela manha. Alghero fica na costa noroeste da Sardenha é uma cidadezinha tipicamente italiana, com herança catala. É a capital turística da ilha e isso se percebe ao adentrar seu centro histórico tomado pelo vai e vem dos turistas, principalmente no atardecer, quado todos já voltaram da praia e estao ávidos por muita comida italiana.

Sardenha

O aeroporto é pequeno e super bem sinalizado. Do lado esquerdo do portão de desembarque tem uma farmácia com produtos e preços óptimos e como não havia levado filtro solar, pois viajamos low cost, aproveitei uma promoção da marca italiana Rougj+ Solare e qual não foi a minha surpresa: um dos melhores filtros que já usei e por somente 8€! Além da linha completa da mesam marca de hidratantes e aceleradores de bronzeamento. Recomendo.

Pegamos um táxi para o nosso apartamento na cidade velha que fica a cerca de 8 km do aeroporto. Deixamos nossas coisa e partimos para conhecer a cidade. Como já estava na hora do almoço, paramos na excelente Ostería Barcelonetta na própria Via Gioberti para uma ¨pasta allo scoglio¨e muito vinho italiano.

Sardenha

Seu centro antigo é charmisíssimo e amuralhado (da segunda metade do século XII e com funçao de proteger a cidade dos ataques via mar), com ruas de pedras e edifícios em estilo gótico.

Sardenha

Viramos à esquerda (a partir da Via Gioberti) na via Carlo Alberto e chegamos à Igreja San Michele de 1364 dedicada à Sao Miguel o padroeiro da cidade.

Sardenha

Depois fomos em direçao ao mar até chegar ao Bastioni Sulli e a Torri di Sulli, que era uma torre de defesa da muralha, construída em homenagem à Cristóvao Colombo ( e que hoje abriga exposiçoes de arte). Voltamos várias vezes ali para assistir ao fantástico por do sol.

Sardenha

Sardenha

Seguindo pela orla do século XIII para apreciar a grande muralha fortificada e suss sete torres de defesa, de estilo catalano-aragonés, que rodeiam seu casco antigo. Na outra ponta da orla está Torri di San Giacomo, que forma par com o Sulis, lugar de muitos restaurantes de frutos do mar e com um por do sol tao bonito quanto.

Sardenha

Seguindo pelo Bastioni Marco Polo (onde há muitos restaurantes, bancos e lindas vistas, passamos pela Igreja Santa Maria, exemplo da arqitetura gótica-catala. Isso poeque no século XII os genoveses governavan a cidade e construíram diversos edificios para defendê-la. Mais tarde, quando os catalaos se expandiron pelo mar, Pere III conquistou Alguero para a Coroa de Aragón. Os catalaos permaneceram aí entao por quatro séculos e eram seu toque à cidade.

Sardenha

Continuamos nos perdendo pelas ruazinhas e chegamos à Piazza Civica com várias lojinhas e restaurantes e uma saída para o Porto.

Sardenha

 

Sardenha

Sardenha

A partir daí já se tem acesso à “cidade nova”. As prinicpais ruas sao a via Catalogna, de onde sai o Beach Bus e os ônibus regulares para às praias e cidades próximas, como Bosa e Pelosa; a via Cagliari de onde sai/ chega o ônibus para o aeroporto (9373) e tem o mercadinho Euro Spin em uma de suas travessas (Via Alberto La Mamora com o Giardino Giuseppe Mano), ótimos pra comprar massas, vinhos e queijo pra levar para casa ou para preparar se você está em um apartamento com cozinha. A via Sassari também é interessante , onde há várias lojinhas e cafeterias.  A via XX Settembre, é uma travessa da Sassari e onde fica o interessantíssimo Museo del Corallo.

No final do dia, voltamos à Via Sassaria, onde fica a Torre Porta que era a entrada da cidade amuralhada e subimos até a terraça para curtir o pôr do sol e a vista aérea da cidade. A entrada é grátis.

Sardenha

Sardenha

À noite jantamos no melhor restarurante da cidade, o Ristorante Gioberti (somente com reserva), na Via Gioberti, em plena cidade antiga.

Sardenha

Italia · Sardenha

Sardenha | As melhores praias de Alghero

Alghero é uma das cidades mais importantes da Sardenha, na regiao de Sassari,  e seus arredores oferecem muitíssimas praias e calas de águas cristalinas com uma cor verde esmeralda impressionante.

Sardenha

Há algumas praias urbanas bem animadinhas e limpas, mas as praias mais bonitas mesmo estao um pouco mais distante do centro de da cidade, ao longo da Costa de Alghero que tem cerca de 90 km de extensao.

Sardenha

Para chegar até elas, já escrevi um post detalhado sobre o transporte em Alghero, nao recomendo usar táxi, já que as distancias nao sao tao curtas e uma corrida ida e volta pode sair por volta de 60 euros. As melhores maneiras de conhecê-las é de carro ou com o Beach Bus que sai de hora em hora da Via Catalogna e passa em todas as praias.

Sardenha

Cala del Lazzaretto

Dominada pela torre que dá nome à praia, tem areia fina e branca e uma enseada de pedras que protege a praia dos ventos e por isso é a praia onde se vê mais gente dentro da água e praticando esportes, já que a água do mar tende a ser bem gelada.

Sardenha

 

Playa Le Bombarde

Foi a praia que mais gostamos. Igualmente cheia, mas com serviço de guarda-sol e cadeiras e mar tranquilo.

Sardenha

Sardenha

Playa de Mugoni

A praia de Mugoni é uma das mais concorridas e por isso a mais lotada que encontramos. Também tem servíço de guarda-sol e cadeiras e tem mais agitaçao com barzinhos e o Beach Club Mugoni.

É uma praia de água verde esmeralda, areia branca e rodeada por árvores de pinho e uma das poucas protegidas do vento forte que passa pela ilha.

Sardenha

Por essa razao é uma das mais concorridas da regiao e é preciso chegar chegar cedo, ou seja, antes das 10:00 para conseguir seu lugar ao sol. Quando chegamos as cadeiras já estavam todas alugadas e só conseguimos duas depois de muito insistir com o rapaz do beach club. E guarda-sol, já nao havia mas. Por sorte ficando um pouco mais afastados do mar, e nos abrigamos na sombra dos pinus que haviam por ali.

Sardegna

Lá é bem legal porque como fica ao lado do bar/ restaurante, dá pra usar as facilidades do lugar além de comer e beber o que quiser.

É muito curioso observar que nessas praias da Sardenha e nas europeias em geral, o pessoal leva lanche, bolacha, suco e até almoço completo de casa. O que no Brasil é considerado a maior farofada, aqui é uma coisa super natural, e exquisito é vir para a praia com as maos abanando.

 

 

Italia · Sardenha

Sardenha | O espetacular Capo Caccia

A cerca de 20 km ao norte da cidade de Alghero está uma das belezas naturais mais impressionates da Sardenha: Capo Caccia e a Gruta de Netuno.

Sardenha

Capo Caccia é uma cadeia montanhosa na ponta mais noroeste da ilha que se debruça sobre o mar e é cenário das mais bonitas paisagens da ilha. Seu nome vem do século XIX, dos antigos caçadores, que costumavam abater aves dos seus barcos, por isso hoje ela fia em uma área de proteçao da Marinha, a Ilha Piana.

Sardenha

Admirar as nuances de azul entre céu e mar é uma das maiores experiências da viagem. Além disso há muita vida selvagem como a águia de Bonelli, falcoes e cegonhas.

Sardenha

Mas a maior jóia ainda está por vir: a gruta de Netuno ou a “Grotto di Neptune”. Uma caverna marinha que pode ser acessada por barco ou a pé.

Do porto da cidade de Alghero saem vários barcos em horários predeterminados para visitar a Gruta. Sao várias empresas que oferecem o passeio, uma do lado da outra, e os preços e horários ficam em plaquinhas bem em frente aos barcos. Pelo que vi, a média por pessoa variava de 40 a 50 euros ida e volta e o passeio leva o dia todo.

Sardenha

Outro modo é ir até Capo Caccia é de carro (ou com o Beach Bus – última parada – lei o post sobre transportes aqui) até a entrada da “Escala del Cabirol”, uma longa escada de cerca de 656 degraus talhados na própria pedra com vistas de tirar o fôlego!  Nós optamos pela escada porque nao quisemos perder o dia todo no barco. O ônibus te deixa no final da estrada, na rotatória, onde está a entrada da escada e um estacionamento para carros. Como geralmente o estacionamento está cheio, o pessoal deixa os carros um pouco antes, na própria estrada.

Sardenha

Em frente ao estacionamento há um bar/ lanchonete com banheiro, lanches e várias mesinhas com vista para o mar. Vai por mim, na volta você vai precisar se refrescar aí.

Sardenha

A medida que baixávamos nos deleitávamos com a vista do mar, de um azul intenso, passando por dentro das cavernas e os pequenos barcos de passeio que se acercavam.

Sardenha

Você sai do topo da montanha e chega na entrada da gruta no nível do mar, descoberta por um pescador por casualidad, mas estima-se que exista há mais de 10 milhoes de anos. Bem na entrada, está o balcao onde sao vendidas entradas + visita guiada para conhecer a gruta por completo pelo valor de 13 euros por pessoa.

Sardenha

Logo na entrada se vê o Lago Lamarmora que com seus 120 metros é o segundo maior lago interior da Europa. As formaçoes rochosas sao impressionates. Existem impresionantes colunas de estalagmites e estalactites de diferentes formas e algumas com nomes curiosos Árvore de Natal ou Grade Órgao. A água doce de dentro da gruta chama-se Acquasantiera.

Sardenha

 

A visita á essa área protegida da Marinha proporciona vistas lindissimas da Riviera Coral e com certeza uma das melhores fotos da viagem!