Inglaterra · Londres

Como usar o metrô de Londres

Chegamos no aeroporto de Heathrow por volta das 9:00 horas da manhã e depois de uma fila enorme para conferir o passaporte tínhamos que descobrir como pegar o trem até o nosso hotel. O aeroporto é bem sinalizado e é bem fácil achar os trens. É só seguir a placa abaixo:

O aeroporto está a cerca de 30 km do centro de Londres e oferece as seguintes opções de transporte para o centro da capital:

1. Trem Heathrow Express: a forma mais rápida para chegar ao centro. Em 15 minutos, é percorrido o trajeto do aeroporto até a estação Paddington, no centro de Londres, sem escalas.

Há duas estações no aeroporto: uma no Terminal 5 e outra que serve os Terminais 1-3 (Heathrow Central). Chegando no Terminal 4, é preciso trocar de trem, mas isso é feito de forma rápida e não é cobrado nada extra. O preço da passagem é ₤16,50 (₤32,00 para ida e volta) se comprada na máquina no próprio aeroporto, ou ₤19,50 se comprada dentro do trem.

O jeito mais fácil de adquirir a passagem, no entanto, é online, antes de sair de casa no Brasil. Basta imprimir o bilhete eletrônico com código de barras para apresentar ao cobrador quando pedido. Ao chegar na estação, é só esperar pelo trem e embarcar.

O Heathrow Express funciona das 5:00 às 24:00 aproximadamente, com cerca de um trem a cada 15 minutos. Veja os horários aqui. Chegando à estação de Paddington, pegue um táxi ou metrô para seu destino.

2. Metrô: há três estações de metrô em Heathrow: Heathrow Terminal 5, Heathrow Terminal 4 e Heathrow Terminals 1, 2, 3. A linha azul escura (Piccadilly) conecta o aeroporto ao centro de Londres e ao restante do sistema de metrô da cidade. Demora aproximadamente 1 hora até Piccadily Circus. Eu optei pelo Metrô e comprei um Off Peak Travelcard (Zona 1 -6) por ₤8.00 na própria estação do aeroporto. Heathrow está na zona 6 de transporte.

Descemos na Picaddilly Circus e trocamos para a linha marrom (Bakerloo) sentido Elephant & Castle. Nosso hotel ficava em frente a estação Lambert North (veja post do hotel aqui). Isso foi ótimo porque quando chegamos estava uma chuva fortíssima e foi só atarvessar a rua. Na volta, pegamos um táxi para o Aerporto, pois nosso vôo era às 7 am e no domingo o metrô só abre a partir das 10:00. Levou cerca de 40 minutos e custou ₤50.00. Com o mesmo bilhete fiz todas as viagens no restante do dia. E foram várias.

Como usar o metrô de Londres?

A rede de transportes públicos de Londres é uma das maiores do mundo e pode parecer intimidante para novos visitantes. Usar ônibus, bondes, trens e metro pode ficar bem caro se você não se prestar atenção na hora de comprar o bilhete.

Para utilizá-los você tem 3 opções:

1. Comprar os bilhetes individualmente;

2. Fazer 1 cartão Oyster;

3. Travelcard.

Comprar bilhetes individuais é uma má idéia, a não ser que você vá andar de transporte público uma só vez. Eles saem muito mais caros, mas antes de falar do Oyster Card e do Travelcard vamos entender um pouco do metrô de Londres:

Travel zones

A área percorrida pelo metrô em Londres é dividida em zonas. A maioria das atrações e serviços estão nas zonas 1 – 2. O Aeroporto de Heathrow fica na zona 6. O metrô opera nas zonas 1 – 9.

Mapa zonas 1 e 2 onde ficam as principais atrações.

Para acessar o mapa completo clique aqui.

Observações:

Peak: o horário de pico é considerado para as viagens feitas de segunda à sexta entre 4:30 e 9:29 da manhã;

Off-Peak: de segunda à sexta das 9:30 às 4:29 (do dia seguinte), sábados domingos e feriados durante todo o dia.

Se for ficar 6 dias ou mais compensa comprar o 7 day Travelcard, mas há também o Monthly e o Annual Travelcard que são os mais comprados pelos locais. O Travelcard deve ser usado em dias consecutivos. Se for usar em dias alternados, use o Oyster card.

Dica: Comprar esse passe gera economia, pois um bilhete simples de metro custa £4.00 e o de ônibus £2.00 então após 2 ou 3 viagens você já estará economizando dinheiro.

Europa · Inglaterra · Londres

Como ir do Aeroporto de Heathrow ao centro de Londres

Chegamos no aeroporto de Heathrow por volta das 9:00 horas da manhã e depois de uma fila enorme para conferir o passaporte tínhamos que descobrir como ir do Aeroporto de Heathrow ao centro de Londres. Felizmente, o aeroporto é bem sinalizado e é bem fácil achar os trens. É só seguir a placa abaixo:

Seguimos a placa até chegar às máquinas que vendem os bilhetes e aí vem o problemas – várias opções de tickets – qual comprar? Qual o melhor custo benefício? Qual o ticket certo para chegar ao centro da cidade?

O aeroporto está a cerca de 30 km do centro de Londres e há duas opções de bilhetes: o para o trem Heathrow Express, mais rápido e mais caro e o para o metrô, mais devagar e mais barato. Veja como usar o metrô de Londres aqui. 


 

1. Trem Heathrow Express:

 

É a forma mais rápida para chegar ao centro. Em 15 minutos, é percorrido o trajeto do aeroporto até a estação Paddington, no centro de Londres, sem escalas, ou seja a linha marrom do metrô.

como usar o metro de londres

Se seu hotel fica nessa mesma linha, por exemplo, nosso hotel ficava ao lado da estação Elephant & Castle, na mesma linha, então não teríamos que fazer baldeação (ou seja, trocar de linha), essa é uma excelente opção.

 

– Onde comprar o bilhete do Heathrow Express:

 

– No Aeroporto:

1. Escolha a máquina “Heathrow Express” e faça a compra (₤21,50 – só ida ou ₤35.00 – ida e volta). As máquina de bilhetes ficam nos Terminais 1-3 e no Terminal 5.

como ir de heathrow ao centro de londres

Se como nós você desembarcar no Terminal 4, basta pegar o tremzinho gratuito do aeroporto para o Terminal 1-3; ou

como ir de heathrow ao centro de londres

2. Compre direto com o cobrador dentro do trem (₤26.50 – só ida ou ₤40.00 – ida e volta).

As máquina para compra dos bilhetes tanto para o Heathrow Express quanto para o metrô fican nos terminais 1-3 ou no terminal 5.

 

– Em casa:

3. Compre com antecedência online (₤21,50 – só ida (Heathrow – Paddington) ou ₤35.00 – ida e volta), antes de sair de casa no Brasil, (para a volta compre sentido Paddington – Heatrow).

Basta imprimir o bilhete eletrônico com código de barras para apresentar ao cobrador quando pedido. Ao chegar na estação, é só esperar pelo trem e embarcar ou

como ir de heathrow ao centro de londres

O Heathrow Express funciona das 5:00 às 24:00 aproximadamente, com cerca de um trem a cada 15 minutos. Veja os horários aqui.

 

– Dica:

O trem que sae do Aeroporto de Heathrow para na estação de Paddington (que é a estação de metrô central da cidade) próxima do Hyde Park e da Oxford Street.

Dependendo da localização do seu hotel, você pode fazer uma baldeação para outra linha de metrô,  pegar um táxi ou caminhar até seu hotel. Nosso hotel ficava ao lado da estação Elephant & Castle, na própria linha marrom, então se esse for seu caso, continue no trem e desça na porta do hotel.


 

2. Metrô:

As máquina para compra dos bilhetes existem em todos os terminais do Heathrow (Terminal 5, Terminal 4 e Terminals 1, 2, 3).

como ir de heathrow ao centro de londres

O metrô parte do Aeroporto de Heathrow (linha azul escura) e passa pela Picadilly Circus, St Pancras etc. Se seu hotel fica próximo à alguma estação dessa linha, essa é a melhor opção para você.

como usar o metro de londres

De metrô leva mais ou menos 1 hora até o centro (estação Picadilly Circus), no entanto é bem mais barato. Veja como usar o metrô de Londres aqui.

 

– Qual bilhete de metrô comprar?

Você pode comprar um bilhete individual zones 1-2 (onde fica o centro de Londres) para só uma viagem (₤5,70) ou um Travelcard (nesse caso, Travelcard zones 1-6, porque o metrô sae da zona 6, onde está o aeroporto e vai até o centro na zona 1) que dura o dia todo (₤17,00) e permite que você faça viagens ilimitadas dentro daquele dia.

como ir de heathrow ao centro de londres

Se você adquirir um Oyster Card, o bilhete individual sai por (₤5,00). Veja como fazer seu Oyster card aqui.

 

Para ambos os bilhetes, o segundo passo é verificar se o horário que você chegou é off peak (segunda à sexta das 9:30 às 4:29 (do dia seguinte), sábados domingos e feriados durante todo o dia) ou peak (segunda à sexta entre 4:30 e 9:29 da manhã) – tipo hora do rush ou não – o valor é diferente. Escolha essa opção e finalize.

Nós fomos de metrô e escolhemos o Off Peak Travelcard (Zona 1 -6) por ₤17,00. 

como ir de heathrow ao centro de londres

Descemos na Picaddilly Circus e trocamos para a linha marrom (Bakerloo) sentido Elephant & Castle (ao lado do nosso hotel). Veja post do hotel aqui.

Isso foi ótimo porque quando chegamos estava uma chuva fortíssima e foi só atravessar a rua.

 

– Horário de Funcionamento, preste atenção!

Tanto o metrô quanto o trem funcionam das 5:00 às 24:00, mas fique atento, pois aos domingos e feriados o metrô só abre a partir das 10:00!! E nós não sabíamos, claro. Na volta, tivemos que pegar um táxi “cab” para o Aerporto, pois nosso vôo era às 7 am. Levamos cerca de 40 minutos e em 2015 custaria por volta de ₤70.00. Pedimos na recepção do nosso hotel.


 

– Dica Imperdível:

Para verificar como ir ao aeroporto, ou qualquer outro lugar de Londres, use esse site aqui, o Plan a Journey, digite de onde você vai e para onde você quer ir, que ele vai te dar todas as coordenadas, o tempo de duração e o horário do próximo trem. Excelente!!

Veja no primeiro exemplo, saindo da estação de metrô ao lado do nosso hotel (Elephant & Castle) até o Aeroporto de Heathrow, ele aconselha o Heathrow Express, pois é a opção mais rápida:

como ir de heathrow ao centro de londres

Nessa outra simulação, como precisaríamos sair às 4:00 da manhã, tanto o metrô quanto o trema ainda não estavam funcionando, então ele mostra as opções de ônibus disponíveis. Decidimos pegar o táxi pela facilidade, mas seria possível ir de ônibus também.

como ir de heatrow ao centro de londres

 

Inglaterra · Londres

Tune Hotel | low cost em Londres

Londres é uma das cidades mais caras do mundo. Quando o assunto é hospedagem, a situação não muda de figura. É difícil encontrar um hotel bem localizado e cuja diária caiba no bolso.

Na minha opinião, não existe coisa pior do que um hotel mal localizado, seja por ser longe, seja por ficar em um bairro ruim. Embora, frequentemente, você pague menos em um hotel de periferia, acaba gastando mais com transporte. Outra coisa: o metrô de Londres pára de funcionar relativamente cedo e poucos ônibus circulam durante a noite. Caso esteja hospedado num lugar distante, para voltar de qualquer programa noturno você dependerá de táxi, o que é caro.

A boa localização depende de duas coisas: se o hotel é perto de alguma estação de metrô e perto das principais atrações da cidade que você deseja conhecer. Quem gosta de museus fará uma boa opção se escolher os bairros de Bloomsbury ou South Kensington; quem gosta de paz e tranquilidade se identificará com Chelsea e Kensington; quem nunca esteve em Londres e quer conhecer o essencial deve escolher lugares mais centrais, como Trafalgar, St. James’s, Mayfair ou Westminster, que em via de regra, cobram tarifas mais elevadas; mas isso até a abertura do Tune Hotel.

Esse hotel tem um conceito parecido com o das companhias aéreas low cost e você paga um valor de 135 Libras pelo básico – ótimo chuveiro quente, cama com colchão de hotel 5 estrelas e se quiser outros adicionais, como wifi, ar condicionado, toalhas entre outros, paga uma taxa por cada serviço contratado conforme o quadro abaixo. Esse conceito é chamado de pay-per-use ou add-on.

À nossa diária acrescentei TV a cabo + toalhas + toiletries kit + wifi e ainda assim saiu muito, mas muito mais barato que os outros hotéis centrais.

A localização dele é ótima, fica ao lado da estação de metrô Lambeth  North(linha Bakerloo), perto da estação Waterloo e ao London Eye. A Bakerloo line é ótima para  ir ao centro de Londres, pois a Piccadilly Circus está a 5 estações, e a Oxford Circus a 6 e não há baldeação para Paddington para  quem vai pegar o trem para o aeroporto de Heathrow.

As reservas podem ser feitas no próprio site do hotel. A única ressalva é quanto ao tamanho do quarto que é de 8,2 m2, mas cabe duas pessoas confortavelmente e ainda tem uma mesinha para computador no pé da cama.

Em frente tem um mini mercado e embaixo um Café Costa que é o concorrente britânico do Starbucks e, na minha opinião, mais gostoso e com muitas variedades de doces e sanduíches. Perfeito!

Um detalhe importante: Quando for comparar preços de hotéis, verifique se no valor está incluído o VAT (Value Added Tax), imposto que incide sobre boa parte dos bens e serviços da União Européia. Na Inglaterra, a alíquota é de 17,5% e pode causar confusão na hora de fechar o melhor hotel.

Inglaterra · Londres

Harrods | uma das maiores lojas de luxo do mundo

É a mais luxuosa e exclusiva loja de departamentos do mundo. Tem 90.000m2 de área de venda e muitos dos seus departamentos, especialmente o Food Hall e o sazonal de Natal são conhecidos no mundo todo.

Só para você ter uma idéia são:

  • 11.500 lâmpadas iluminam a loja do lado de fora;
  • 40 elevadores percorrendo 39.800 milhas;
  • 100 toneladas de chocolate vendidas por ano;
  • 350 tipos de queijos oferecidos na Fromagerie;
  • 130 tipos de pães oferecidos na Boulangerie e muito mais…

Térreo

Room of Luxury

Logo no térreo encontramos as maiores marcas de bolsas e acessórios como Gucci, Louis Vitton, Valentino, Miu mil, Marc Jacobs entre outras.

Food Hall

Food Hall – Seção Carnes e Peixes construída em 1903
Food Hall – Seção Chás e Cafés com 151 variedades de chás e 30 de cafés
Food Hall – Seção Patisserie com chocolates Gourmet da ‘Maison Du Chocolat”
The White Hall – Cosméticos e cuidados com a pele

The Egyptian Escalator 

Construída em homenagem ao local de nascimento de Dodi Al Fayed, ascende ao londo de 7 andares, em altura de 30 metros. Foi terminada em 1997. Ela transporta os clientes por uma jornada pela 18ª dinastia Egípicia em que reinaram os faraós Tutankhamun e Ramses I (foto).

Subsolo

No subsolo há o Memorial à Diana e ao Dodi Alfayed.

Terceiro Andar

No terceiro andar há a seção de fósseis e minerais.

Ralph Lauren Home

 Quarto Andar

No quarto andar está o The Georgian, onde pode-se desfrutar de um típico chá da tarde Inglês.

O chá da tarde sai 55 libras por pessoa. Reserve do Brasil através do site http://www.harrods.com/visiting/restaurants/georgian-restaurant. Basta escolher a opção Afternoon Tea, o número de pessoas e selecionar a data. Uma confirmação chega ao seu e-mail.

Ladurée Paris

Depois do chá passamos na Ladurée para comprar alguns macarons para a noite.

Conhecida mundialmente por sua tradição pâtisserie, a Maison Ladurée, foi fundada em Paris em 1862 e possui lojas em todo o mundo. Além da Harrods, conta com lojas na Itália, Japão, Suiça, Mônaco entre outros.

Ladurée com seus icônicos ‘macarons’.
Ladurée – Fachada lembra a loja da Pati Piva no Shopping Iguatemi

Quinto Andar

No quinto andar fica a Roja Dove – Perfumes Importados.

Eu e os seguranças da loja

Harrods87-135 Brompton Road, Londres

Inglaterra · Londres

Chá das 5 em Londres

O chá da tarde, em Londres,  é servido a partir das 2pm. A tradição do chá “ingles” – que vem da Índia ou Sri Lanka – é de 1800 e foi criada pela duquesa de Bedford, Anna.  

A história conta que a nobre senhora sentia fome entre o café da manha e o jantar e, por esse motivo, criou o hábito de tomar chá durante todas as tardes. Mas ela não se contentava só com o cházinho e para acompanhar, eram servidos sanduíches, bolos, doces, torradinhas e  pães doces recheados com creme ou geléia (os famosos scones ). 

Scone do Fortnum e Mason e Ordem correta de servir os alimentos

 Em meio a esse requintado cardápio, foi criada uma ordem que não deve ser quebrada:

  1.       Sanduíches de queijo, peixe e pepino;
  2.       Scones com geléia de morango e creme;
  3.       Doces delicados (pastries) de chocolate, tortas,  biscoitos escoceses e bolos galeses.

Agendando o chá 

Esse delicioso costume pode ser conferido em hotéis e casas especializadas da Inglaterra. Para aproveitar cada momento, é preciso agendar horário para pegar um bom lugar e se deliciar com as maravilhas servidas durante toda a tarde. A primeira entrada acontece às 14h e finaliza às 16h, dando inicio a segunda que vai das 16h às 18h. 

Onde ir?

Casas Especializadas

Fortnum & Mason – The James’ Restaurant (A melhor na minha opinião)

181, Piccadilly Street, metrô Green park ou Piccadily

Fortnum & Mason
Não aguentei e comprei a lata de chá do casamento real.
E mais alguns dessess... Tudo na F&M.

Harrods – Restaurante ‘The Georgian’

87-135 Brompton Road, Estação Knightsbridge

Hotéis (High Teas – Luxo)

Savoy

The Strand, Londres

Ritz

150, Piccadilly Street

Atheneum

116, Piccadilly Street