Alemanha · Berlim · Europa

Berlim Ocidental: Potsdamer Platz, Brandenburger Tor, Unter den Linden e Parlamento Alemão

A Potsdamer Platz é hoje uma das praças mais visitadas de Berlin e foi morada da alte classe berlinense e símbolo do progresso (nela foi instalado o primeiro semáforo da Europa, no século XIV, ainda manual). Ela foi totalmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial e ficou esquecida por vários anos.

Depois da Segunda Guerra ela foi dividida pelo Muro de Berlin e foi somente depois da reunificaçao que ela voltou a brilhar graças ao esforço de vários arquitetos responsáveis pela restauraçao da área.

Somente um edifício que formava parte da praça se salvou da destruiçao da Segunda Guerra, parte do luxuoso Grand Hotel Esplanade. Na entrada do Sony Center, um shopping moderninho que fica em plena praça, se pode ver parte da fachada do hotel e dos quartos que representavam o modo de vida da classe alta de Berlin antes da Guerra.

Ainda no Sony Center há uma fantástica loja da Sony, uma loja da Lego, um cinema Imax, vários restaurantes e uma cúpula maravilhosa, construída por Helmut Jahn onde estao diversos terraços e bares. Nessa praça acontece o Festival de Cinema de Berlin, o Berlinale.

Seguindo reto pela Erbertstarsse, em direçao ao Brandenburger Tor, do lado direito está o Memorial do Holocausto, um labirinto de blocos de cimento, projetados pelo arquiteto Peter Eisenmann, em memória aos mais de 6 milhoes de judeus mortos na Europa durante esse período.

Sao quase 20 mil metros quadrados que representam um verdadeiro cemitério para os judeus que nao puderam ser enterrados. No subsolo está o museu com fotos e explicaçóes detalhadas com entrada gratuita.

Continuamos pela Erbertstrasse e demos de cara com o Brandenburger Tor, um dos pontos mais fotografados de Berlin, e sempre super lotado de turistas.

A Brandenburger Tor é uma das portas mais antigas de entrada a Berlin e foi construída em 1791 na Pariser Platz (Praça Paris).

Viu passar diversos reis e mebros da nobreza (os únicos autorizados a utilizar a porta central), Napoleao Bonaparte e os desfiles nazistas.

Foi também severamente danificada durante a Segunda Guerra e reconstruída em 1956. Logo depois foi  ¨cortada” pelo Muro de Berlin e só recuperou seu lugar depois da reunificação.

O Brandenburger Tor fica na Praça Paris, onde começa a avenida Unter den Linden, o boulevard mais conhecido de Berlin, onde estão as embaixadas da França, Rússia e Hungría.

Segue por 1,5km até a Ponte do Castelo (Schlossbrücke) conectando-a com a Ilha dos Museus onde está o Palácio Real (em restauração).

Esse caminho foi aberto inicialmente para ser o caminho de caça da realeza que iam até o Tiergarten (logo atrás do Brandenburger Tor).

Em 1647, o então Rei da Prússia, Frederico I, pai de Frederico o Grande, ordenou que se decorasse todo o caminho com árvores de tília, em alemão “Linde” e assim conectou o Palácio Real com a porta da cidade, o Brandenburger Tor.

O Boulevard foi ganhando prestígio com a construção em suas margens da Ópera de Berlin, da Universidade de Humboldt e a Bebelplatz. Juntamente com a Kudamm é a avenida mais adorada pelos Berlinenses.

A partir do portão, seguimos mais 300 metros até o edifício do Parlamento Alemão (Bundestag) para visitar a sua cúpula. Veja o post da visita ao Parlamento aqui.