Américas · Bonito · Brasil · Mato Grosso do Sul

Bonito | Buraco das Araras e Flutuação no Rio da Prata

O passeio para Buraco das Araras é o passeio perfeito para se encaixar no dia da Flutuação no Rio da Prata, pois eles ficam bem próximos um do outro a uns 50 km de Bonito. O passeio para o Buraco das Araras também precisa ser reservado com antecedência, nós fizemo online diretamnete pelo site do parque. Veja o post de como organizar os passeios e a agência que usamos aqui.

Nosso horário, para a pequena trilha até onde estao as araras (nao chega a 1 km), estava agendado para às 9:30. Chegamos no parque e entregamos o voucher na recepção, onde tem uma geladeira com os famosos sorvetes de frutas do cerrado!

Quando chegou o horário agendado, encontramos nosso guia na própria recepçao e seguimos por uma trilha curta até um Cânion de 100 metros de profundidade onde vivem as araras vermelhas. Ao longo do caminho há alguns decks para observaçao, mas o melhor é o último.

A partir daí, o passeio é de contemplação. O guia fornece binóculos e conta um pouco da história do local, que na verdade é uma propriedade privada, uma fazenda com plantações, mas cuja pricipal fonte de renda é o Cânion com as araras, que são inclusive protegidas pelos governo e, nao sao presas e nem alimentadas por eles, vivem livremente.

Essa dolina onde elas vivem tem mais de 124 metros de profundidade e é uma das maiores da América do Sul.

No fundo do Cânion existe uma lagoa esverdeada onde mora um casal de jacarés que ninguém sabe como foi parar lá! É um passeio bem gostoso.

Se estiver com sorte poderá ver uma arrevoada de araras, já pensou?

De lá partimos para a Flutuação no Rio da Prata, que fica em uma outra fazenda quase em frente ao Buraco. Esse passeio também tem que ser agendado, mas através de uma agência. No site da fazenda há uma página com várias agências que fazem o passeio. É só pedir um orçamento e decidir, todos os passeios sao iguais, o que muda é a qualide dos guias. Veja o post com a agência que usamos aqui. Dependendo do horário de agendamento do seu passeio o almoço (que é incluso e um verdadeiro banquete) vai ser antes ou depois da flutuação. O nosso foi depois então assim que chegamos preenchemos as fichas e fomos ao vestiário para vestir a roupa de neoprene. A roupa é ‘emprestada’ lá mesmo e o atendente te dá uma olhada e deduz o seu tamanho. Se ficar grande ou apertado é só pedir para trocar. Junto vem a bota e a máscara.

A partir daí um caminhão atravessou a fazenda e nos levou até o início da trilha de onde seguimos a pé com o guia. Levamos cerca de 30 minutos até a nascente do rio. Na nascente Olho d’água recebemos os coletes de flutuação e os snorkels. Mesmo sabendo nadar muito bem – fiz natação por 9 anos e inclusive competia – optei pelo colete para não ter que ficar ‘nadando’ para flutuar e não me cansar demais, e foi a melhor coisa!

Fizemos um pequeno ensaio e o instrutor ensinou os que nunca tinham feito a atividade antes. Em seguida começamos a descer o rio, ou melhor, a nascente Olho d’água, que tem águas frias e transparentes. É o rio mais transparente da região e com a maior variedade de peixes – mais de 50 espécies.

São dourados gigantes, cardumes de pacus, piraputangas (peixe típico do Patanal – prateado com uma listinha dourado no centro), pintados e vários outros.

Para nossas fotos e filmes usamos uma câmera digital a prova d’águaFujifilm Finepix Xp30/ 14mp – que foi ótima! Tira fotos com muita nitidez e faz vários filminhos excelentes. Super recomendo! Além disso é anti-shock, contra queda, poeira, neve e outros estragos. No local do passeio também é possível alugar uma capinha plástica transparente para colocar nas câmeras que não são a prova d’água.

Nos últimos 600 metros, saímos da nascente e seguimos a nado pelo rio (aí a água já é bem gelada e turva) o guia dá um tempo para mergulhar e nadar até que chegue o barco de apoio que nos levou de volta à trilha. São mais 15 minutos de caminhada até o caminhão que nos levou de volta à sede da fazenda.

Há vestiários para a troca de roupa e depois seguimos para o almoço. Foi o melhor passeio de todos, mas me rendeu 1 mês de sinusite depois de ficar 4 horas com o rosto na água gelada rsss. Na volta pro hotel um pôr do sol maravilhoso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s