Europa · Luzern · Suiça · Zermatt

Roteiro de 4 dias na Suiça

A Suíça é constituída por quatro principais regiões linguísticas e culturais: alemão, francês, italiano e romanche. Por conseguinte, os suíços não formam uma nação no sentido de uma identidade comum étnica ou linguística, é como se houvesse 3 países em um.

Como consequência, sua principal missão ao começar a planejar uma viagem para lá é definir que “Suiça” você quer conhecer. A paisagem do país varia entre: cidades grandes com uma faceta bem “business”, cidades estilo balneário com lagos enormes e os Alpes.

Escolhida a parte da Suiça que você deseja conhecer, a alemã, a francesa ou a italiana, seu próximo passo é decidir que cidades conhecer. Eu sugiro escolher uma cidade grande, uma de lago e outra de montanhas, para ter a experiência completa de Suiça.

No lado francês, uma cidade grande seria Genebra, de montanha Chamonix ou Saint Moritz (uma das mais exclusivas do mundo, o pessoal chega lá de helicóptero), mas eu ainda incluiria um bate e volta às cidadezinhas de Gruyère e Cailler (onde fica a fábrica de chocolates da Nestle – e talvez aqui o trem do chocolate) de acordo com a quantidade de dias que você tenha e de lago Montreaux.

No lado alemão, que foi o que conhecemos, cidades grandes podem ser Basel, Berna, a capital, ou Zurique que é beeem “business” com sede de vários bancos mundiais e de lago eu escolheria Luzern.

De montanha (nessa região ficam os Alpes Suiços) e o principal motivo porque escolhemos o lado alemão do país) você tem opções muito interessantes:

Interlaken, de onde sai o trem mais alto (e caro) do mundo que te leva ao “topo da Europa” em Jungenfraujoch e te permite infindáveis bate e volta para várias cidadezinhas alpinas e fofas como Grindelwalden, Thun ou Brienz, Unterseen, Lauterbrunnen, Kandersteg, Kleine Scheidegg entre outras.

Zermatt onde fica uma das mais famosas estações de esqui da Suiça, a famosa montanha ¨Matternhorn” (aquela da embalagem do Toblerone) e de onde sai o trem para Gornergrat, que te leva ao obeservatório dos Alpes, ao shopping mais alto do mundo e à varias trilhas para subir a montanha.

A escolha da parte que você vai conhecer a Suiça também vai influenciar no seu aeroporto de entrada. Se escolher a parte francesa, entre pelo aeroporto de Geneva. Para a parte alemã, pelo aeroporto de Basel ou Zurique e para a italiana de Lugano.

Nós escolhemos visitar o lado alemão e entramos pelo Aeroporto de Basel. Nosso roteiro de 4 dias ficou assim:

  • Dia 2: Luzern/ Zermatt (em trem panorâmico – Expresso Polar – que tem as vistas mais bonitas da Suiça)

  • Veja o roteiro aqui.
  • Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s