Israel · Jerusalém · Oriente Médio

Jerusalém | Dicas práticas de transporte, hotel e restaurantes

Antes de comentar sobre a questao prática da viagem: hotel, transporte e restaurantes em Jerusalém, acho imporatnte chegar em Israel com um pequeno panorama da situaçao de Jerusalém, que é uma das cidades mais antigas do mundo e considerada sagrada, pois convivem juntas as três religioes mais importantes do mundo – Judaísmo, Cristianismo e Islamismo.

Israel tem controle sobre toda a cidade de Jerusalém, mas existem muitas posições legais e diplomáticas sobre Jerusalém, como por exemplo, a área onde fica o Temple Mount que é território da Jordânia.

Por um lado, os árabes reclamam a parte oriental ou toda Jerusalém como Al Quds, a capital do Estado Palestino e a maior parte dos membros das Nações Unidas e a maioria das organizações internacionais não aceitam Jerusalém como a capital de Israel.

Por isso  muitos refugiados que estao por lá, principalmente os armenos, nao conseguem a cidadania, por causa da situaçao nao reconhecida da cidade.

A parte ocidental de Jerusalém (West Bank) está ocupada pelos judeus e a parte oriental de Jerusalém pelos árabes, mas Israel controla toda a regiao.

No entanto a situaçao pode esatar mudando, depois da declaraçao de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

É perigoso?

Sinceramente nao achei nada perigoso. Fiquei com receio que houvesse alguma movimentaçao depois da declaraçao do Trump, mas achei tudo bem sossegado. Por todos os lugares que passamos havia exército fortemente armado nas ruas e me senti segura todo o tempo.

O porte de armas é liberado entao esteja preparado para ver a populacao para cima e para baixo com metralhadora no ombro.

Os ônibus de viagem também sao muito bons e seguros.

Qual o idioma e moeda usados?

Em todos os lugares você verá placas escritas em hebreu, árabe e inglês, inclusive nos ônibus, por isso, nao se preocupe. Todos falam inglês, até os motoristas dos ônibus. A moeda é o Shekel que vale exatamente a mesma coisa que o Real, mas as coisas por lá sao bem mais caras que no Brasil.

Hotel: onde hospedar-se em Jerusalém?

Em Jerusalém se pode ficar dentro ou fora da Cidade Antiga. A Nova Jerusalém é uma cidade bonita e moderna com muitos hotéis de rede e de luxo.

A Cidade Antiga é uma cidade amuralhada de 1km2 no coraçao da Nova Jerusalém. É ai que estao os pontos de interesse como o Temple Mount, a Via Sacra, o Muro das Lamentaçoes e o Santo Sepulcro.

A Cidade Antiga é bem movimentada devido aos vários souks ou mercados árabes, restaurantes e os próprios turistas, apesar de que dentro dela vivem 37 mil pessoas.

No entanto, tudo fecha cedo, por volta das 18:00 todos os restaurantes estarao fechados o que te obrigará a jantar na Cidade Nova.

Isso, no entanto, nao é nenhum inconveniente, porque a principal avenida de comércio e restaurante fica a poucos metros da entrada principal da Cidade Antiga, o Jafa Gate.

Nós nos hospedamos dentro da cidade antiga, entre o bairro Arménio e o Cristáo, no Citadel Youth Hostal, mas nao recomendo em nada. Foi o pior hostal que ficamos na vida! Sujo e desorganizado.

Transporte em Jerusalém: aeroporto e dentro da cidade

Como ir do aeroporto de Tel Aviv à Jerusalém?

Ao sair do aeroporto Ben Gurion no andar G, do lado direito da porta de saída do aeroporto estao os Sheruks, vans coletivas que fazem o trajeto até a porta do seu hotel, ou até a entrada da Cidade Antiga ( sao 8) mais próxima do seu hotel.

No nosso caso foi o Jafa Gate. Na minha opiniao esse é omelhor custo benefício e custa 66 Shekels ou 16 euros por pessoa. Acostume-se tudo é bem caro por lá.

Como ir do aeroporto Ben Gurion para o centro de Tel Aviv?

Basta pegar o trem dentro do aeroporto que te levará, em cerca de 10 minutos para a estacao central de trens da cidade, bem próxima também da estacao de ônibus.

Transporte dentro de Jerusalém

Dentro de Jerusalém nao sao permitidos carros e por isso nem adianta alugar um. Tudo é feito a pé, mas as atraçoes sao todas muito próximas umas das outras.

Para ir à Nova Jerusalém, dependendo de onde você quiser ir, restaurante e lojas sao muito próximos também, sem necessidade de transporte.

Há metrô, ônibus e trams pela cidade que podem ser facilmente usados com a ajuda do Google Maps. O tram nº1, por exemplo, te levará à porta da Estaçao de ônibus de Jerusalém.

Restaurantes e comidas: Onde e o que comer em Jerusalém?

A comida em Israel é bem cara. Para se ter uma ideia, um comobo do McDonald´s custa por volta de 60 reais, um pacote pequeno de salgadinho, tipo Cheetos, 12 reais, um pao recheado pequeno (tipo esfiha) 15 reais, um sanduíche de falafel 20 reais, um copo de suco de frutas 10 reais, um prato de comida individual em um restaurante, sem bebida, de 30 a 100 reais por pessoa.

O mais típico de Jerusalém é o suco de Roma, que é delicioso. Lá os romas sao enormes, super vermelhinhos e doces, nao precisa mesmo de açúcar. Esse você pode provar nas várias lojinhas dos souks (mercados) da Cidade Antiga. Procure sempre as lojas com preços, se nao será conforme a cara do cliente.

O sanduíche de Falafel ou o Falafel no prato que vem acompanhado de pao sírio, hummus e salada também é bem tradicional.

Há em muitos lugares, mas o mais famoso é o Moshiko Falafel, na Cidade Nova (Rua Ben Yehuda), e acho que foi o melhor que comi mesmo. Essa mesma rua é a principal de lojas e restaurante e tem inúmeras opçoes por lá.

Além disso a comida de “rua” dentro da cidade antiga é fan-tás-ti-ca: pães super fresquinhos e diversos tipos de esfiha assadas na hora e deliciosas por R$1-3 por item.

Já os doces árabes sao outro departamento, feitos com macarrao cabelo de anjo, tahine, mel, pistaches e nozes, um mais gostoso que o outro.

O mais típico de Jerusalém sao a Baklava de nozes e canela (deliciosa) e o Knafeh que é um queijo derretido (parece o nosso de coalho cruzado com mussarela) e uma cobertura de açucar, água de rosas e pistaches. Os doces também sao encontrados facilmente nas lojinhas do meracdo, mas os melhores que comi foi no Jaffar Sweets na Cidade Antiga (Rua Khan Al-Zeit) , recomendado por uma menina que mora na cidade.

Já no quesito restaurante, fomos em alguns e todos muito bons:.

Abu Shukri(ao lado da estaçao nº 5 da via dolorosa – Rua Al Wad, Cidade Antiga), conhecido pelo melhor hummus da Cidade Antiga e realmente é muito bom. O hummus geralmente vem acompanhado de pao sírio, falafel e uma salada de tomate e picles de pepino e, no caso desse restaurante, esse é o único prato porque sao especializados em hummus. Sai R$35 por pessoa.

Tala Hummus and Falafel(Rua Latin Patriarche, Cidade Antiga) ao lado do Jaffa Gate, um dos melhores hummus que provei por lá.

Hummus Ben Sira (Rua Ben Sira, 3, Cidade Nova), este na cidade nova, perto de vários outros barzinhos e restaurantes. Nao deixe de experimentar o hummus com “cobertura” de champignones e cebola, sai por volta de R$30 por pessoa, mas dá para dividir, porque vem muita comida.

Jacob´s Pizza (Rua Latin Patriarche, ao lado do Jaffa Gate, Cidade Antiga) Muita gente comenta bem dessa pizzaria, mas eu nao a recomendo por nada. Vende pizza em fatias que custam R$15 cada uma e nao sao boas, eu nao consegui comer. É pizza americana de supermercado com molho de catchup.

E os que já comentei acima:

Moshiko Falafel, na Cidade Nova (Rua Ben Yehuda)

Jaffar Sweets na Cidade Antiga (Rua Khan Al-Zeit)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s