Europa · Grécia · Santorini

Grécia | Roteiro de 3 dias em Santorini

Santorini é linda! É uma ilha vulcânica e para aqueles que acreditam na história de Atlântida, dizem que foi aqui.

Selene Soares

A ilha foi totalmente destruída por um terremoto em 1450 a.C. o que a deixou com sua forma atual de meia lua, ou seja, a borda da caldeira vulcânica. Dentro da cratera há um lago que forma hoje uma grande baia.

Os penhascos que rodeiam a cratera chegam a 300 metros de altura e proporcionam as melhores vistas da ilha.

Selene Soares

As cidades mais famosas são Oia e Imerovigli, famosas por suas casinhas brancas “penduradas” nos penhascos. Muitas dessas casinhas hoje foram transformadas em hotéis e restaurantes sendo Oia mais turística e Imerovigli mais tranquila.

 

Dia 1 | Santorini: Oia e seu pôr do sol

Oia é sem dúvida o lugar mais cobiçado da ilha de Santorini. Aí estão todos os estereótipos gregos: as casinhas brancas, as igrejas de cúpula azul e a vista do mar mediterrâneo. Além disso seu pôr do sol está entre os mais famosos do mundo atraindo a centenas de turistas que curtem o espetáculo todos os dias.

Selene Soares

Saindo de Imerovigli, subimos no quadriciclo rumo à Oia para conhecer a cidade. Estacionamos bem na entrada da cidade e decidimos seguir o fluxo de turistas para ver onde saíamos.

Chegamos à uma pracinha encantadora com vista para a caldeira e onde fica uma das principais igrejas de Oia, a Panagia Platsani.

Selene Soares

Oia é uma cidadezinha super pequena com numerosas escadas e cantinhos secretos. Há muitas lojas de artesanato, cafés e terraços com vista e muita musica.

Selene Soares

A partir de aí nos perdemos pelas ruazinhas procurando as famosas igrejas das cúpulas azuis, a “St. Spyridonas” e a “Anastaseos” que significa a ressurreição de Cristo.

Selene Soares

Aí está uma das vista mais bonitas de Oia, não deixe de visitar.

Selene Soares

Selene Soares

Continuamos perambulando pelas ruas e encontramos um spa de pés com peixes,o Kissing Fish, que super recomendo. Foi uma delícia!

Selene Spares

Passamos por várias pracinhas, lojinhas e igrejinhas, uma mais charmosa que a outra. Aliás, Santorini é conhecida por ter 300 igrejas distribuídas em seus 73km2.

Selene Soares

Diz a história local que a família que construisse sua própria igreja dedicada a um santo específico teria uma redução de impostos. Por isso, a maioria das igrejas é particular e estão fechadas. Só são abertas pela família na celebração do dia de seu santo, quando se organiza uma festa para a vizinhança.

Para assistir o pôr do sol mais famoso, o melhor ponto são as ruinas do Castelo de Oia. É só seguir as plaquinhas ou perguntar a direção em alguma lojinha que te informarão.

Há muita gente que chega 1 hora antes para guardar o melhor lugar, mas a não ser que você seja o  fotógrafo da National Geographic dá para curtir numa boa chegando 30 minutos antes.

E não fique só por ali, passeie pelas ruazinhas que margeiam o penhasco, entras nas quebradas e encontre o seu lugar especial. Vale muito mais a pena!

Nós não fomos, mas muita gente, depois do pôr do sol, desce ao Porto de Amoudi (que é super perto das ruínas do castelo, mas recomendo ir de carro porque é preciso ir pela estrada) para comer peixe fresco e frutos do mar em uma das numerosas tabernas que há por ali.

 

 

Dia 2 | Imerovigli e seu pôr do sol

 

Começamos nosso segundo dia em Santorini visitando Imerovigli onde nos hospedamos. Nessa área os penhascos que rodeiam a boca do vulcão proporcionam diversas trilhas para caminhadas e a mais famosa é a que liga Imerovigli a Oia, que é super tranquila e fácil etem várias igrejinhas pelo caminho. Da trilha se tem as melhores vistas da caldeira incluindo seu pôr do sol super especial.

Quase ao final da trilha há uma pracinha onde tomamos nosso primeiro café da manha com vista no Café Galini, vale a pena! A vista e a comida.

Frappucino, o iced coffee grego!
Café grego

Aí também há muitas lojinhas de souvenir, mercadinhos  e restaurantes ao longo do caminho entre Imerovigli e Oia e super perto do hotel que ficamos aqui. Veja o post com os restaurantes aqui.

Passamos muito tempo apreciando a vista do nosso hotel também. Veja aqui qual é.

 

Dia 3 | Santorini: Fira, Pyrgos (vinhedos)  e Praias

 

Fira

 

Novamente com o quadriciclo fomos descobrir o centro-oeste e o sul da ilha. No oeste está a capital, Fira, também com vista para o mar, é um excelente lugar para encontra hospedagem mais em conta.

Também conta com casinhas brancas, ruas estreitas e de pedra, lojinhas de artesanato e muitos bares e restaurantes. É bem agitada, especialmente pela noite.

Fira conta com dois portos, Athinos, o principal e que recebe a maioria dos cruzeiros e ferries. Está conectado à Fira por ônibus. Gialos é o PortoVelho e o mais famoso que se liga à Fira por uma longa escada que se pode subir a pé, em burrinhos ou de teleférico.  Deste Porto Velho é de onde saem a maioria dos passeios para visitar o vulcão e banhar-se em las termas.

 

Pyrgos

 

Pyrgos está no centro da Ilha e é caminho para as praias que estão no sul. Ela é a antiga capital da ilha até 1800 e foi construída em  cima de uma montanha em volta de um castelo veneziano. As casinhas são todas de pedra e formam um verdadeiro labirinto até lá em cima.

Nós só passamos pela cidade, mas para quem quiser, a atividade mais famosa dali é visitar ao vinhedo Santo Wines para uma degustação de vinhos gregos. Dá para reservar online aqui e você escolhe o pacote de degustação que preferir.

As praias de Santorini

 

As praias de Santorini estão localizadas na parte sul da ilha e para ser sincera, não são das mais bonitas. Como a ilha é vulcânica as praias são todas de pedras, classificadas conforme suas cores: negras, bracas e vermelhas.

As praias mais próximas de Fira são as negras: Perissa, Kamari e Perívolos. Na Perissa há um beach club famosinho chamado Demilmar. A branca mais badalada é a Vlichada que também conta com seu beach club, o Theros.

Nós acabamos indo somente à Praia Vermelha considerada uma das mais bonitas e perto do sitio arqueológico de Akrotiri. Para chegar até lá é só seguir as placas com esse nome: Akrotiri.

Essa praia é famosa pela cor rosada da areia e as falésias vermelhas atrás dela, mas tem uma pequena trilha até lá. Nós decidimos não ir porque sinceramente não é o ponto forte da ilha, principalmente para o padrão de praias brasileiro. Preferia passar meu tempo em Oia do que nas praias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s