Américas · Bento Gonçalves · Brasil · Rio Grande do Sul · Vale dos Vinhedos

Bebendo estrelas no Vinhedo da Chandon no sul do Brasil

Para visitar a Vinícula Chandon de Garibaldi não fiz reserva com antecedência, pois havia verificado no site que as visitas ocorriam diariamente de hora em hora. Então só anotei o horário da primeira e da última visita para poder fazer a programação do dia.

Chegamos para a última visita às 16h e ainda tivemos que esperar um pouco até que todos que haviam feito reserva chegassem. Confesso que a espera não foi nenhum sacrifício, pois foi alternada entre o champagne bar de onde começa a visita e o terraço que proporciona vista panorâmica de toda a propriedade que é imensa! São vários jardins hiper bem cuidados, as vinhas e a fábrica em si.

Iniciamos o tour com um vídeo que conta a história da Chandon no Brasil que se deu em 1973 com a abertura da vinícula de Garibaldi, que hoje é líder de mercado de espumantes no país. O terroir de Garibaldi é propício para o cultivo das mudas de de Pinot Noir e Chardonnay trazidas diretamente da França.

Passamos então pelo laboratório químico onde são ‘testadas’ as várias fómulas do espumante: sec e demi sec, chamada de ‘Assemblage’, ou mistura, que é o grande segredo da Chandon: harmonização de diversos vinhos de diferentes safras e uvas até chegar ao vinho base ideal.

Fomos até a sala onde os vinhos são fermentados em tonéis de inox e pudemos experimentar o vinho base da Chandon ‘direto da fonte’, ou seja, sem nenhum ‘sabor’ adicionado. Experiência única.

Enquanto tomávamos o espumante, a enóloga explicou todo o processo de vinificação do espumante. É usado o método ‘Champenoise’ em que o espumante termina de fermentar dentro da própria garrafa.

Assim que atinge o tempo certo, a garrafa é aberta e é colocado uma espécie de licor  (mais doce ou mais seco) que ‘personaliza’ o espumante e cria as diversas versões que conhecemos: sec, demi sec, passion (mais doce e exclusiva do mercado brasileiro) entre outras.

No final  vem a melhor parte! Voltamos ao Champagne Bar onde pudemos degustar ‘todas’ as versões do espumante. O bar também vende os espumantes por um valor bem inferior ao que encontramos em São Paulo.

 

Chandon do Brasil Vitivinicultura Ltda.

Rodovia RST 470, Km 62
Visitação: De segunda a sexta: das 8h às 11h30min e das 13h às 16h30min. Sábado: 9h30min às 14h30min

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s