Amsterdam · Europa · Holanda

Amsterdam: Vondelpark, Jordaam (Anne Frank) e Heinecken Experience

Esse dia começou com uma visita à uma vila de moinhos chamada Zaanse Schans. Para saber mais sobre a típica Holanda dos moinhos clique aqui. Voltamos por volta da hora do almoço e aproveitamos o dia para visitar as atrações que ainda faltavam e mais distantes umas das outras. Para esse dia compramos o ticket 24h do tram.

Voltamos pela Estação Central e seguimos até o Dam. Como era hora do almoço comemos uma comida típica holandesa e que eles almoçam com um copo de leite – o croquete de carne, que dentro de um pão macio é o almoço preferido dos holandeses. Isso mesmo, os holandeses fazem um lanchinho na hora do almoço e como jantam super cedo, perto das 18:00, é aí que fazem a sua refeiçao principal com a família.

Achamos na Vlaamse Frites, uma rede belga que vende as melhores fritas de Amsterdam, e um molho mehor que outro, eu amo o de amendoim! E o croquete é bem gostoso e diferente, tem que provar. Mas também tem nas várias máquinas eletrônicas de comidinhas e croquetes espalhadas pela cidade, as máquinas FEBO, é toda uma expriéncia. Veja esse post aqui sobre as comidinhas imperdíveis de Amsterdam.

Em seguida pegamos o tram até o Vondelpark, uma espécie de Central Park da Holanda. Ele foi projetado pelo mesmo designer do Keukenhof. Leia o post sobre como visitar o Keukenhof aqui. É o parque dos holandeses que vão correr, e como os holandeses gostam de correr! Fazer churrasco, tomar uma cerveja, descansar, é um lugar para ser apreciado e não um ponto turístico do tipo tá visto e pronto.

Passeamos um pouco pelo parque e pela vizinhança que gostamos bastante. Achamos o bairro parecido com os “Jardins” de São Paulo com uma pitada de Oscar Freire, com muitas lojas de grifes internacionais. Uma loja nova de cosméticos que conheci lá e adorei é a Forever Flawless cuja filosofia é adicionar diamante em pó às fórmulas que fazem uma exfoliação na pele ao mesmo tempo que hidratam e assim aumentam a eficácia do creme. O preço é um pouco salgado, mas eles entregam várias amostras mara, vale uma passada :). Uma ótima oportunidade para “window shopping” novamente.

Não deixe de visitar alguma das lojas de queijo da cidade, são muitas e vale a pena! Nem que seja só para provar, eles tem seções de degustação a todo o momento. Pegamos o tram até a fábrica da Heinecken e entramos no prédio da Heinecken Experience. Nós nao quisemos visitar a fábrica, mas se você tiver interesse, recomendo comprar o ingresso com antecedencia online aqui.

A bordo do tram novamente seguimos para o bairro Jordaam para visitar a casa de Anne Frank, mas os ingressos estavam esgotados. Tem que comprar com antecedência. Compre o ingresso online aqui.

Caminhamos pelas ruas do bairro que é considerado o mais bonito de Amsterdam e ideal para caminhadas.

É lá que fica o Moeders, o restaurante de comidas típicas holandesas, que significa mães em português porque exibe o retrato das mães dos clientes nas paredes.

Inclusive você pode levar a foto da sua que eles penduram por lá. Peça a degustação para duas pessoas que é uma sequência de pratinhos típicos e custa 19 Euros por pessoa.

Para a sobremesa, fomos ao Winkel 43, também perto do Museu da Anne Frank e comemos a melhor torta de maça da vida, o lugar é super famosinho pela torta e fica bem cheio.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s