Estocolmo · Europa · Suécia

Estocolmo: Dicas de hospedagem, transporte e o que comer na cidade

  • Onde se hospedar en Estocolmo

Chegamos à Estocolmo por um vôo da Ryan Air por voltas das 00:30, por isso, uma coisa que se deve prestar atençao é se a recepçao do seu hotel estará funcionando nesse horário. Já passamos por apuros na Bulgária e na Irlanda por esse motivo. Por dessa vez me certifiquei que nosso hostel nos receberia. Na verdade, o hostel que ficamos é bem moderninho e funciona totalmente com um sistema de códigos que te enviam por email no dia anterior à sua viagem.

Te enviam o código da porta externa e de um cofre interno onde guardam um envelope com uma cartinha de boas vindas e o código da porta do seu quarto. Ficamos hospedados no Old Town Lodge que fica em pleno centro histórico de Estocolmo em uma localizaçao imbatível para percorrer tudo a pé, tanto na parte antiga quanto na cidade nova.

A pesar do prédio antigo, mas super conservado por fora, o interior é bem moderninho e todo reformado, com móveis da (certeza) Ikea e café da manha simplezinho incluído.

 

  • Como ir do Aeroporto de Skavsta ao Centro de Estocolmo

Para chegar no hotel desde o Aeroporto de Skavsta compre online o ticket do ônibus pelo site da Flygbussarna que vai direto â estaçao de ônibus central de ônibus de Estocolmo de onde você pode pegar um metrô ou, no nosso caso, um ônibus noturno que nos deixou a 1 quadra do hostel. O trajeto do Aeroporto de Skavsta ao centro leva cerca de 1h15min. Na volta compramos o ticket da mesma empresa para ir ao Aeroporto de Arlanda, um pouco mais próximo e levamos 40 minutos para chegar lá.

  • O que e onde comer em Estocolmo

Sendo um país de clima frio, é natural que os pratos na Suécia sejam mais contundentes com bastente peixe como o salmao e o arenque assim como muita carne, algumas bem exótica como o alce, afinal estamos perto da Laponia, a terra do Papai Noel. Como o frio vem tabém a escassesz de vegetais frescos que faz com que seja muito comum o consumo de batatas, cenouras e molhos cremosos como o alioli, além das conservas de pepino e nabo.

Uma frutinha muito comum, parecida com a cranberry, é a lingoberry, quem nunca foi a Ikea e comeu o mais típico prato sueco de almôndegas com molho de lingoberry e purê de batatas, o “Köttbullar” que atire a primeira pedra.

Outra característica da gastronomia sueca é o pao “KNÄCKEBRÖD” que está mais para uma cream cracker integral. Bem gostosinho, especialmente com o queijo “Västerbotten” uma espécie de parmesao sueco.

O aperitivo mais tradicional da suécia é o “GRAVAD LAX”, uma torrada com queijo cremoso, salmao fermentado (ou defumado) e muito eneldo, uma plantinha deliciosa que eu adoro, usada em abundância na culinária escandinava.

Agora falando de rituais gastronômicos, a FIKA é o momento do dia em que os suecos aproveitam para fazer uma pausa no trabalho, geralmente pela tarde, para tomar um café e um “bulle” um bolinho/ pao doce de canela ou cardamomo que é uma verdadeira delícia! O “evento” é uma parte essencial da vida sueca e vale para os encontros com os amigos e familiares também.

Para a sobremesa a “CHOKLADBOLL” é a opçao mais pedida pelos suecos, uma espécie de brigadeiro com café passada pelo coco ralado tomada sempre em compainha de um cafézinho.

Alguns dos lugares que recomendamos:

Östelmann Saluhall

Bröd & Salt

Nystekt Stromming

Mom’s Kitchen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s