Argentina · Mendoza

Mendoza | Aconcágua, a Rota de Alta Montaña

A 6962 metros de altitude, o Aconcágua é o pico mais alto do hemisfério sul e ocidental, inferior somente ao Himalaia. Seu cume gelado domina o Parque Provincial Aconcágua, embora esteja cercado por várias outras montanhas que ultrapassam 5000 metros de altura.

Ergue-se a 180 km a oeste de Mendonça e, mesmo quem não pretenda escalá-lo, como nós, pode chegar até lá. O cenário é fabulodo e possibilita a prática do esqui, do trekking e das escaladas, mas você pode apenas apreciar a vista em uma excursão organizada ou de carro alugado.

A Rota de Alta Montaña, que é a RN7, é também a estrada que leva à Santiago do Chile. O túnel que atravessa os Andes, um dos mais importantes pontos de fronteiraa entre Argentina e Chile fica bloqueado pela neve entre Julho e Agosto. O antigo desfiladeiro não é mais usado, mas pode ser visitado pelas fantásticas paisagens montanhosas, e se o tempo permitir, ver o Cristo Redentor, uma imensa estátua, símbolo da paz entre os dois rivais.

Vulcão Tupungato

Cristo Redentor de Mendoza

Depois da cidade de Uspallata, a RN7 se dirige para oeste e reencontar o rio Mendoza, cujo vale era atravessadso por uma antiga estrada de trem, hoje desativada, e segue em direção à nascente do rio em Punta Vacas. Esse trajeto é uma antiga trilha Inca.

Rio Mendoza

A estrada atravessa desfiladeiros estreitos, onde faixas de rochas de diferentes cores decoram as encostas da Cordilheira. A cerca de 65 km de Uspallata fica a estação de esqui Los Penitentes. Ela tem 21 pistas das mais fáceis a mais difícil, a Las Paredes. Mesmo no verão as pistas funcionam nos finais de semana e você poderá desfrutar a fabulosa vista dos vales e montanhas.

Los Penitentes no Verão
Los Penitentes - pistas de esqui

Apenas 6 km a oeste de Los Penitentes, a Puente del Inca é um ponto de parada obrigatória. Ela fica perto da trilha que se dirige para o norte, em direção ao acampamento base do Aconcágua. A pouco mais de 2700 m está a ponte de pedra natural em análise para ser declarada patrimônio da humanidade pela UNESCO. Era uma ponte de gelo em que foram sendo depositados minerais trazidos pelo rio Las Cuevas.

Puente del Inca

Embaixo da ponte estão as ruínas de um sofisticado spa da década de 1940 e destruído por uma enchente. As pedras estão manchadas de amarelo por causa das águas quentes sulfurosas que brotam de uma fonte próxima. Desde 15 de julho de 2005 não se pode mais andar pela ponte.

Aconcágua visto da RN7

A próxima parada é no Parque Provincial Aconcágua, mas nosso guia, não sabemos porque resolveu voltar antes e não entramos no parque. Então fica uma dica quando forem comprar o passeio: verifiquem se o passeio entra no parque. Lá tem um mirante em que se pode tirar lindas fotos. Para entrar no parque é preciso de autorização e pagamento de uma taxa e eu, apesar do meu mega planejamento ninja, deixei escapar essa informação. Fiquem de olho!!!

Agência Huentata

Av. las Heras, 529, Mendoza, Argentina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s