Praga · República Tcheca

O Relógio Astronômico de Praga (Pražský Orloj)

O Relógio Astronómico de Praga é um dos relógios mais antigos e mais elaborados do mundo. Foi instalado inicialmente em 1410, mas sofreu muitos danos nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial. Toda a área foi queimada, junto com as esculturas de madeira do Orloj, assim como a face do calendário, de grande valor artístico, produzidos por Josef Manes. A máquina original foi consertada e o relógio voltou ao seu funcionamento normal em 1948, depois de muita pesquisa.

O relógio é composto por um mostrador astronómico, que é uma forma mecânica do astrolábio, instrumento muito usado pela Astronomia medieval.

O fundo do mostrador astronômico representa o Planeta Terra (com Praga como seu centro) e o céu.

No entorno disso, há quatro principais componentes móveis: o anel zodiacal mais interno e que circunda o planeta, um anel rotatório externo, um ícone representando o sol e outro representando a lua. Os números romanos em dourado, na borda mais externa do círculo azul, seguem a escala de 24 horas diárias e mostram o horário local de Praga (fuso horário centro-europeu).

As letras em ouro no anel preto ao redor do relógio indicam o Tempo Antigo Checo usando símbolos conhecidos como números Schwabacher com as medidas começando em “1” no pôr-do-sol. Esse anel move-se durante o ano para coincidir com o horário do pôr do sol.

O show da mudança de horário

A mudança da hora neste relógio é antecedida por um “show”. A demonstração é iniciada com a estátua da morte virando sua ampulheta. Outras sete estátuas também se movimentam e ao mesmo tempo, é iniciada a parada dos 12 apóstolos.

A mudança de horário é feita logo após ao carcarejo do galo, ao topo do relógio.

Grandes multidões se ajuntam com bastante antecedência para ver este espetáculo. Durante o dia, desde as 9 da manhã até às 9 da noite, o relógio atua na hora certa.

A dica é chegar com 30-40 minutos de antecedência e sentar-se em um dos cafés a frente do relógio. As mesas ficam propositadamente voltadas para a torre e você não precisa enfrentar o empurra-empurra e ainda assiste o show de camarote.

Arquitetura da fachada

Em torno do mostrador há 4 estátuas que representam as quatro maiores preocupações cívicas da população praguense da época: à esquerda, a Vaidade e a Avareza. À direita estão a Morte e a Invasão Pagã.

Abaixo do mostrador há outras 4 estátuas: à esquerda, um Cronista e um Anjo e à direita, um Astrônomo e um Filósofo. Estas estátuas podem ser interpretadas como as quatro fontes mais importantes da arte e da cultura praguense da época.

A roda-calendário

O calendário sob o mostrador do relógio é uma réplica de uma pintura do checo Josef Mánes, produzida em 1886. Nesta peça está representado todo o conhecimento astronômico da época, assim como 12 cenas representando as quatro estações climáticas que, ao mesmo tempo, celebram a vida rural da região da Bohêmia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s