Cracovia · Europa · Polonia

Cracovia | A Cidade Antiga e o Castelo de Wawel

A zona de maior interesse na Cracóvia está dentro das muralhas da cidade antiga. A Praça do Meracdo (Rynek Glovny) é o coração do centro antigo e é uma das maiores praças da Europa.  Como era Dezembro a praça estava ainda mais bonita enfeitada com adornos natalinos e o seu famosos mercado de Natal. Leia os outros posts da Cracóvia aqui.

Pela noite as carruagens davam um charme extra ao lugar e essa praça, que foi meu primeiro contato com a Cracóvia me deixou apaixonada pela cidade. Aliás ela é património da UNESCO desde 1978.

Ao fundo está o prédio da Sukiennice, um antigo centro de comércio que existe desde o século XIV. Por sorte, na época que fomos, dentro também estava acontecendo um mercado de Natal com várias lojinhas de enfeites.

Não deixe de olhar para cima e ver a pintura dos escudos da Polônia en suas abóbodas. No último andar tem um mirante que dá vista para toda a praça, mas que estava fechado quando fomos.

A estátua no meio da Praça é de um poeta nacional chamado Adam Mickiewicz.

Ao lado está a Torre da Prefeitura, ou a única coisa que sobrou dela, que foi quase que completamente destruída com a invasão austro-húngara. Também é possível entrar até a máquina do relógio, claro que toda torre de respeito na Europa tem um relógio para chamar de seu, e até seus janelões de vidro que também tem vista para a Praça do Mercado.

A Igreja de Santa Maria é imperdível com sua arquitectura barroca e suas torres assimétricas foi por vários séculos símbolo da arquitectura polonesa. A Igreja data do século XII, mas foi destruída pelos tártaros e reconstruída no século XIV. O ataque Tártaro é relembrado de hora em hora com um toque interrompido de uma corneta que foi o momento em que o intérprete levou uma flechada no pescoço.

No seu interior os vitrais góticos são considerados um dos mais bonitos da Europa.

De ali passamos pela Porta da Muralha (Barbacan) para a rua Florianska uma das principais ruas de comércio do centro antigo. Aliás todo o centro antigo é uma grande área comercial e  as ruas mais bonitas que fazem parte da Rota Real que vai até o Castelo de Wawel, nessa ordem: Florianska, Rynek e Grodzka, com as inúmeras lojinhas de porcelana polonesa (aquelas banquinhas e azuis), de artesanato até desembocar no Castelo de Wawel.

Nesse caminho para o Castelo de Wawel é onde estão as Igrejas mais bonitas da cidade. A Croácia reúne tantas Igrejas que já foi conhecida como pequena Roma e levaria semanas para entrar e conhecer cada uma delas.

O Castelo de Wawel fica sobre uma colina de mesmo nome com 250 metros juntamente com a Catedral de Wawel aos quais se pode chegar desde as ruas Grodzka ou Kanonicza. A entrada à área do Castelo é grátis das 6:00-17:00 (No verão fica aberta até às 21:00), mas para entrar no Castelo ou na Catedral é preciso comprar ingressos, em geral abertos das 9:00-17:00, mas consulte o site do Castelo de Wawel e o da Catedral de Wawel porque os horários variam conforme a estação do ano.

No verão, recomendo ir pela manha porque há um número limitado de visitantes por dia e os ingressos esgotam rápido. Os ingressos não podem ser comprados online e a bilheteria principal fica no Centro de Visitantes do Castelo, mas há outras específicas para a Catedral ou só para o castelo em suas respectivas portas.

A Catedral de Wawel é considerada a mais importante da Polônia  e também dá acesso ao Campanário, inaugurado pelo Papa Joao Paulo II e às Criptas Reais onde estão enterrados  reis e papas. Não entramos porque não tivemos tempo e preferi visitar a Fabrika de Schindler, mas se voltasse à Cracóvia não perderia a oportunidade.

Na volta, fizemos o caminho pela Swietego Kryza e dobramos à esquerda na Mikolajska para começar a noite com pé direito no Wodka Bar  (Mikolajska 5) provando a famosa Vodca em diversas variações, dizem que há mais de 120!

Pedimos a degustação de vodcas que vem com seis sabores diferentes a sua escolha. Repetimos!

Saimos em busca do nosso jantar, mas ao anoitecer a Praça do Mercado (Rynek Glowny) estava tao encantadora com sua iluminação de Natal e as carruagens para cima e para baixo que nos deixamos ficar ali por uns instantes admirando o vai e vem da noite croata.

De repente nos deparamos com o acertado Gospoda Koko (Golebia 8), de comida típica polonesa deliciosa e preço imbatível, cerca de 8 euros para duas pessoas e com muita comida. Uma descoberta!

O lugar é pequeno então chegue cedo, de preferência antes do jantar para conseguir um lugarzinho.

Pedimos schnitzel acompanhado por purê de batatas com dill e sopa de legumes e couve-flor.

Delicioso e o ambiente super acolhedor e estilo medieval (desça para o subterrâneo).

Leia os outros posts da Cracóvia aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s