Europa · Italia · Montalcino · Montepulciano · Pienza · Toscana

Roteiro de carro pela Toscana | Val d’Orcia

O Val d’Orcia é uma das regioes mais bonitas da Itália. Em um roteiro de carro pela Toscana, é em Val d’Orcia que você encontrará todos os clichês da regiao: caminhos protegidos por ciprestes, campos verdes,  bosques de pinheiros e vinhedos agarrados às colinas.

A regiao é tao bonita e bem conservada que foi incluída no Patrimônio da Unesco. Já dá pra imaginar como é?  Para mim foi o dia mais bonito da viagem.

  • Como chegar

O Val d’Orcia fica ao sul de Siena, a mais ou menos 120 km de Florença, e é formado por várias cidadezinhas medievais. É impossível conhecer todas entao me centrei nas mais bonitas e que fabricavam os vinhos que eu tinha curiosidade de provar.

  • Montalcino

Montalcino foi a primeira cidade que quisemos parar porque além das belezas das suas ruazinhas medievais queríamos provar “in loco” um dos vinhos mais famosos e cobiçados da Itália, o Brunello de Montalcino (DOCG). Aliás toda a regiao do Val d’Orcia é famosa pela enorme produçao de vinhos e azeites. O azeite de lá tem DOP “Terre di Siena”.

Assim como a maioria das cidades da Toscana, Montalcino foi construída pelos estruscos no topo de uma colina.

Uma de suas características principais é seu castelo fortificado no ponto mais alto da cidade.

Logo na entrada, em sua ruazinha principal está o Palacio de Priori, todo construído em pedras, e que abriga a prefeitura.

Ali havia uma feirinha com varios queijos e vinhos para provar e comprar.

Também há várias enotecas e restaurantes para experimentar o famoso Brunello. Nós nao perdemos a oprtunidade!

Tomamos até sorvete de Brunello!

  • Pienza

Nossa segunda parada foi em Pienza, uma das cidades mais bonitas da Toscana e com uma história super interessante. Pienza foi terra natal do Papa Pio II que queria que sua cidade se transformasse na nova Florença. Seu nome original era Corsignano, mas foi mudado pelo Papa para Pienza que é uma corruptela de Pio + Firenze.

De 1459 a 1462 o arquiteto Rosselino trabalhou para realizar o sonho do Papa e levantou na praça principal três edifícios magníficos: a Catedral, a Prefeitura e um Palácio chamado Piccolomini que podem ser visitados.

Os edifícios seguiam toda a simetria exigida pelo Renascimento e se entremeavam por ruazinhas medievais dentro das muralhas que os rodeavam.

O terreno da igreja está cedendo à inclinaçao da colina e já passou por várias restauraçoes.

Atrás da igreja, está a vista mais bonita da viagem, os prados do Val d’Orcia. A imagem mais bonita da Toscana que você vai ver.

Pienza é famosa por seus queijos de ovelha que podem ser provados e comprados em diversas lojinhas da cidade que é super pequenininha e impossível perder-se. Compramos um quejio com trufas negras de lamber os dedos.

 

  • Montepulciano

Nosso roteiro pelo Val d’Orcia se finalizou em Montepulciano, nossa última parada antes de voltar à Florença. Achei a cidade bem parecida com San Gimignano na Via Chiantiana. A cidade é encantadora, nada mais, nada menos que uma cidade medieval amuralhada construída no topo de uma colina. As suas muralhas foram construídas pelos etruscos!

Já dá para imaginar que o acesso até ela nao é tao fácil assim, né? Há um estacionamento fora da cidade, bem na frente, onde deixamos o carro antes de subir as ruazinhas medievais que levam à entrada da cidade, sua Praça Maior e a Catedral.

A subida é íngreme, mas a beleza de sua arquitetura compensa. Conquistada pelos Medici no século XV, deve ao Gran Duque da Toscana vários de seus edifícios renascentistas.

Por obra de seu arquiteto favorito, Michelozzo, suas ruazinhas foram rechedas de palácios históricos e igrejas atravessadas pela Via del Corso que corta toda a cidade e te leva a qualquer lugar.

Um dos cafés mais famosos é o Caffe Poliziano frequentado pelo diretor de cinema Federico Fellini. Além disso, a subida até a Catedral proporciona lindas vistas dos campos do Val d’Orcia.

O caminho leva até a Cantina del Redi (Via Provinciale, 7 – 53045 Montepulciano), um vinhedo que fica dentro de um palácio medieval, com entrada gratuita, e uma ótima opçao para provar alguns vinhos da regiao, como o famoso Vino Nobile de Montepulciano ou o Vin Santo.

Nao ficamos muito tempo aí, pois já estávamos cansados e nao queríamos pegar a estrada de noite, mas ela é realmente encantadora. Na volta à Florença, chegamos a tempo de ver o pôr do sol na Piazzale Michelangelo. Imperdível! Veja os posts de Florença aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s