Europa · Florença · Italia · Toscana

Roteiro de carro pela Toscana

Quando comecei a planejar nossa segunda viagem para Florença, rapidamente decidi encaixar alguns roteiros de carro pela Toscana.

Depois de algumas pesquisas e de acordo com os dias que tínhamos disponíveis me centrei em 2 rotas principais: o Val d’Orcia e a Via Chiantiana por reunirem todos os clichês toscanos que estávamos esperando: montanhas verdes salpicadas por cidadezinhas medievais fofas, corredores de ciprestes, prados cheios de flores e muito vinho Chianti, o mais tradicional da regiao.

  • Como chegar

A melhor maneira de se chegar à Toscana é de aviao. As melhores bases para começar sao Florença e Pisa, dependendo de onde vem seu vôo.

Se você já está visitando alguma outra parte da Itália, como nós, que estávamos em Veneza, a melhor maneira de chegar a Florença é de trem. As distâncias na Itália sao pequenas e os trens além de confortáveis sao super baratos. Compre diretamente no site da Trenitalia 1 mês antes da data da sua viagem, quando a compra e os descontos online sao liberados.

Você conseguirá comprar online e com antecedência, somente as viagens interestaduais. As viagens locais, dentro da Toscana, ou dentro de Lázio você só consegue comprar diretamente na bilheteria ou nas máquinas de venda de tickets na própria estaçao de trem da cidade em que você está. É super simples e nao precisa comprar antecipado.

  • Como alugar o carro

A melhor forma de conhecer as inúmeras cidadezinhas espalhadas pela Toscana e ainda curtir toda a beleza do caminho é de carro.

Dirigir pela Toscana é fácil. Além da qualidade das estradas, tudo é muito bem sinalizado e com GPS fica impossível nao achar o caminho certo. Na maioria das cidades, antes da entrada há estacionamentos públicos, pagos com parquímetro, só preocupe-se em respeitas os limites de velocidade e regrinhas em geral porque há muitos radares escondidos por lá.

Nós recebemos 3 multas, que chegaram depois na fatura do meu cartao de crédito, simplesmente porque por nao conhecer os caminhos, pegávamos alguma via nao autorizadas ou excedíamos um pouco na velocidade.

Sempre alugue o carro com antecedência principalmente se vai viajar na alta temporada. Além de garantir a disponibilidade, a tarifa online é sempre mais barata que a do balcao. Nao esqueça de incluir tudo o que você vai precisar no carro como GPS, cadeirinha de criança, etc. porque esses itens também podem acabar e você acabar ficando sem. Muito importante também é contratar no balcao da locadora o seguro completo que inclua danos de terceiros. O seguro completo que você contrata online  nao garante tudo o que você precisa, peça o completo no balcao, mesmo que quase dobre o preço da diária.

Se acontecer alguma coisa com o carro, seja culpa sua ou de terceiro, você nao terá que pagar nada mais por isso. Os seguros que nao sao completos te cobrarao uma franquia pelo dano. Uma vez em Belfast alguém bateu no nosso carro no estacionamento do Parque do Giant Causeway e tivemos que pagar a franquia de 250 libras! Isso porque tive um ataque de pao durismo achando que nao iria acontecer nada porque nunca tinha acontecido, pois é aconteceu pela 1ª vez justo quando eu nao tinha feito o seguro completo.

Além disso sempre, mas sempre escolha um carro que te ofereça kilometragem ilimitada, porque de outra maneira você terá um limite de quilômetros e se excedê-lo terá que pagar uma taxa por quilômetro ultrapassado e gasolina cheio-cheio, o que significa que te darao o tanque cheio e você deve devolvê-lo cheio. É a opçao mais barata.

Para pesquisar o preço dos carros entre as várias locadoras e encontrar o melhor custo-benefício eu sempre uso a Rentalcars.com

  • Roteiro

Na prática, nós ficamos 6 dias e 5 noites em Florença e nosso roteiro ficou assim:

Dia 1: Florença (chegamos de trem de Veneza (roteiro aqui))

Dia 2: Florença (veja roteiro aqui)

Dia 3: Vale d’Orcia: Montalcino, Pienza e Montepulcciano (alugamos um carro em Florença)

Dia: 4: Florença (veja atraçoes imperdíveis aqui)

Dia 5:  Via Chiantiana: Siena, San Gimignano e Volterra (Devolvemos o carro em Florença no final do dia)

Dia 6: Florença – Assis (parada) – Roma (roteiro aqui)

Nao incluimos Pisa (roteiro aqui), pois já conhecíamos da primeira vez que visitamos a Toscana, mas para quem nao conhece vale incluir um dia mais para conhecer Pisa e emendar con Lucca que é bem ao lado. Veja o post de Pisa aqui.

Quem tiver mais um dia também pode incluir no roteiro Cinque Terre, uma das regioes mais turísticas da Itália formada por cinco “terras”: Vernazza, Corniglia, Monterrosso al Mare, Riomaggiore y Manarola. Você precisará dirigir até La Spezia, estacionar o carro e de aí comprar um bilhete que te dá direito a conhecer as cinco terras, algumas em trem e outras em barco. Na minha opiniao, elas sao bem parecidas com a Costa Amalfitana, ou seja, fogem um pouco do conceito de Toscana, mas se eu tivesse mais um dia, as teria incluído no roteiro.

Em resumo, um roteiro ideal pela Toscana seria de 8 dias, para conseguir conhecer os principais pontos. Portanto, conforme os dias que você tenha, decida o que mais te agrada e reduza ou amplie seu roteiro por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s