Cracovia · Europa · Polonia

Polônia | Cracóvia: O bairro Judeu e a Fábrica de Schindler

A Cracóvia é considerada a cidade mais importante da Polônia quando se fala em património histórico e cultural. Leia os outros posts a Cracóvia aqui.

É também a cidade mais visitada do país e ao contrário de Varsóvia muitos de seus edifícios e monumentos sobreviveram à 2ª Guerra e estão intactos apesar de até hoje ninguém saber explicar porque Hitler poupou a Cracóvia de seus ataques.

Ela foi capital do reino da Polônia por 6 séculos e após o traslado da capital à Varsóvia, Cracóvia ficou um pouco esquecida e só retomou seu esplendor quando passou para o domínio do Império Austro-Húngaro e se converteu no berço da cultura polonesa.

Depois da invasão nazista, Cracóvia passou a ser a capital do Governo Geral e os judeus foram isolados no Gueto de Cracóvia, do outro lado do rio, muito próximo da Fábrica de Schindler no bairro de Kazimierz.

A Cracóvia também é muito procurada como um destino de fé onde Joao Paulo II passou 40 anos da sua vida. Existem muitas rotas marcadas pela cidade com os lugares ele frequentava e a casa onde ele viveu com seu pai. Na cripta do Castelo de Wawel, o Papa João Paulo II celebrou sua primeira missa.

  • A Fábrica de Schindler

Do outro lado do rio, ao oposto da cidade antiga, está o bairro judeu de Kazimierz onde foi criado o Gueto da Cracóvia durante a 2ª Guerra Mundial e onde está instalada até hoje a Fábrika de Schindler.

Schindler foi um empresário alemão que salvou a vida de milhares de poloneses durante a 2ª Guerra Mundial que estavam empregados em sua fábrica de cerâmicas na rua Lipova, 4, na Cracóvia, onde hoje está o Museu.

A Fábrica convertida em Museu tem uma exibição permanente com o nome de “Cracóvia sob a ocupação nazista 1939-1945” que conta de maneira bem interativa a história dos habitantes da cidade, poloneses e judeus, dentro e fora da fábrica e dos prisioneiros (que eram funcionários da fábrica) Oskar conseguiu salvar do Campo de Concentração.

Ele realmente protegia seus empregados e quando um não vinha trabalhar na manha seguinte, ele logo tratava de identificar  para qual Campo de Concentração aquela pessoa havia sido enviada e o trazia de volta.

A Fábrica de Schindler tornou-se especialmente famosa depois que Steven Spielberg produziu em 1993 o filme a Lista de Schindler, ganhador de 7 Óscars.

Entrar na fábrica é fazer uma viagem ao passado e todas as informações que eu havia recebido até aqui em Varsóvia, em Auschwitz e de quando estivemos na Alemanha, começaram a se encaixar e a fazer todo o sentido, formando uma enorme colcha de retalhos.

O museu tem três andares e o que mais gostei foram os “sets” que reproduzem várias cenas da época, como o escritório de Schindler, as ruas de paralelepípedo do Gueto de Cracóvia, as residências judias etc.

Através das cenas do dia a dia o museu vai contando toda a história da Cracóvia durante a 2ª guerra e você sai de lá cheio de informações incríveis. E realmente esse museu te faz pensar muito sobre como o povo polonês e especialmente os judeus sofreram e de como se converteram em uma nação tao  forte capaz de reconstruir todo um país. Porque hoje, se não fossem os museus, você não teria nem ideia do que aconteceu por ali.

Tudo é muito bonito, limpo e organizado e o povo polonês, para mim, um dos mais bonitos do mundo (em com dentes perfeitos, o que, diga-se de passagem é muito difícil de ver aqui na Europa) é um povo alegre, apesar de tudo o que passaram, e extremamente educado e solícito. Só tenho elogios para a Polônia depois dessa minha viagem e gostaria muito de voltar um dia.

18/03/img_5369.jpg”> Escritório de Schindler
  • Ingresso

[/caption]

  • Ingresso

Chegar à Fabrica de Schindler é muito simples. Se você estiver no centro antigo, basta pegar um bondinho que te deixará muito perto do museu. Nós pegamos o bonde nº 6, mas basta perguntar na recepção do seu hotel o melhor bonde e a localização do ponto.

Compramos o ingresso na hora, mas é preciso chegar cedo porque o número de visitantes por dia é limitado e há muita procura. É possível fazer a reserva do seu ticket online pelo site do próprio museu neste link aqui. Recomendo fazer principalmente se for na alta temporada ou tente programar o museu como sua primeira actividade do dia para não ficar sem ingresso.

Fábrica de Schindler

Endereço: Lipowa 4, 30-702 Kraków, Polónia

Horário de Abertura: 
quarta-feira 10:00–18:00
quinta-feira 10:00–18:00
sexta-feira 10:00–18:00
sábado 10:00–16:00
domingo

(Páscoa)
Fechado

Horário durante o feriado
segunda-feira

(Segunda-feira de Páscoa)
10:00–14:00

Horário durante o feriado
terça-feira 10:00–18:00

Telefone: +48 12 257 10 17

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s