Américas · Canadá · Mont Tremblant · Niagara Falls · Quebec · Toronto

Canadá | Dicas de Visto, Roteiro, Acomodação e Transporte

Nosso roteiro pelo Canadá depois de muitas pesquisas ficou assim:

1º dia: SP/ NY

2º dia: NY

3º dia: NY

4º dia: NY

5º dia: NY/ Toronto

6º dia: Niagara Falls

7º dia: Toronto

8º dia Toronto/ Montreal

9º dia: Montreal

10º dia: Montreal/ Mont Tremblant

11º dia: Mont Tremblant/ Quebec

12º dia: Quebec

13º dia: Quebec/ SP

 

Já tínhamos ido para NY no ano passado, mas os maridos (fomos com um casal de amigos) queriam muito voltar à cidade então tivemos que ‘espremer’ o roteiro no Canadá para encaixar a cidade.

Mas fica a dica que agora para quem tem visto para os EUA pode tirar um visto online simplificado para a Canadá, o eTA (eletronic travel authorization) que reduz muito a burocracia, quem já tirou visto do Canadá em papel sabe, veja o post aqui, e é muito mais barato, cerca de US$7!

 

  • Visto

O Canadá, apesar de ser um país aberto para a imigraçao, tem umas regras bem restritas para isso, e é bem exigente no quesito ‘seleçao de estrangeiros’ que pisam no seu solo. Encontramos regras bem duras na imigração, minha amiga inclusive, quando chegamos lá, foi escolhida para visitar a salinha e lhe fizeram muitas perguntas. O visto é trabalhoso, mas ao mesmo tempo fácil e rápido. Basta preencher os formulários solicitados, pagar a taxa e entregar tudo no Consulado.

Escrevi sobre como tirar o visto canadense neste post aqui. Ou se você já tiver tido um visto do Canadá nos últimos 10 anos ou tiver um visto para os EUA pode aplicar para uma autorizaçao online (eTA).

 

  • Acomodação

Assim que fechamos as passagens corri pro Booking.com e Tripadvisor para dar uma olhada nas opções de hotéis. Para isso entro no Google Maps, coloco o endereço do hotel, veja a distância do metrô e dos principais pontos turísticos e faço a escolha que tenha o melhor custo/ beneficio/ localizaçao.

Alberge le Voyagieur en Mont Tremblant

Achei os hotéis no Canadá muito baratos e conseguimos lugares excelentes por um execelente valor. Em NY, claro, os preços sao sempre mais altos. Nossa seleção foi:

Nova YorK: Hotel St. James (em plena Times Square)

Toronto: The Clarence Park

Montreal: Hotel Stay Centre Ville

Mont Tremblant: Auberge le Voyagieur (Fantástico! – com lençóis 1000 fios)

Quebec: Hotel Chateau Bellevue

Máquina de vinhos no Hotel Chateau Bellevue en Quebec

 

  • Transporte

1. Metrô e Táxi

O metrô do Canadá é muito bem servido e em Toronto e Montreal fomos para todos os lugares com ele. O único inconveniente é que, quando fomos nao havia metrô no Aeroporto de Toronto, entao tivemos que pegar um táxi para o hotel fomos de táxi, mas como estávamos em quatro pagamos uma taxa de excesso de bagagem, pois havia 4 malas e os táxis só aceitam 3.

Em Quebec não há metrô, mas a cidade é bem compacta (principalmente se você se hospedar dentro da muralha) e dá para explorar tudo a pé. Só usamos táxi para ir da cidade ao aeroporto no último dia da viagem.

 

2. Trens

Entre as prinicpais cidades usamos trens para ir e vir e foi uma ótima melhor escolha. Uma dica é que as passagens de trem ficam mais baratas a medida que a data da viagem se aproxima que é quando surgem as promoções da Web. Comprei direto do site canadense Rail Canada e comecei a pesquisa com 6 meses de antecedência quando os preços estavam altíssimos. Fui esperando uma promoção e um mês antes consegui comprar os trechos Toronto-Montreal, Montreal-Quebec por U$28 cada!

 

3. Carro Alugado

Esta é uma dica super importante! Para dirigir no Canadá é preciso ter a Carteira Internacional de Habilitação (PID- Permissão Internacional de dirigir) porque eles alegam que o policial na estrada não vai conseguir entender o seu documento. E não teve jeito, queríamos alugar um carro para ir e voltar de Mont Tremblant e não conseguimos. Tivemos que ir de ônibus e voltar de táxi. Para tirar a carteira basta entrar no site do Detran e fazer a solicitação. Ela vencerá na mesma data que sua carteira de motorista então é melhor esperar e tirar quando for renovar, pois o preço é bem salgadinho. Essa permissao é na verdade uma “traduçao oficial” da sua atual carteira de motorista, ou seja, se você nao tiver uma carteira de habilitaçao brasileira, você nao poderá solicitar a internacional.

 

4. Ônibus

Usamos ônibus de Montreal a Mont Tremblant depois da nossa tentativa frustrada de alugar um carro. O valor não é muito barato (cerca de US$60 o trecho), mas o ônibus é excelente e com calefação. A única empresa que faz o trajeto é a Galland, comprei os bilhetes diretamente na Rodoviária de Montreal.

O ônibus era tão confortável que nem vimos o tempo passar e dormimos a maior parte do tempo, mas demora um pouco mais porque ele vai pingando em várias cidadezinhas pelo caminho, mas achei bem legal a paisagem e conhecer essas outras cidades. Recomendo para quem nao conseguir tirar a PID a tempo.

Só preste atenção porque os horários da ida são mais flexíveis, mas os volta são fixos e somente um de manhã cedo e outro no final da tarde (quando o pessoal termina de esquiar). Por isso pegamos uma táxi (o que estourou nosso orçamento), mas caso contrário pederíamos nosso trem noturno. O trajeto de táxi levou 1h30; de ônibus uma 3 horas. São 135 km.

A melhor opção custo/ benefício é sem sombra de dúvida o carro alugado!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s