Américas · Canadá · Toronto

48h em Toronto: Eaton Center, Chinatown e Distillery District

Começamos o dia no cruzamento da Dundas com a Yonge Street (em frente ao Eaton Center). Aí fica o burburinho de Toronto, onde está o centro comercial e as melhores ruas de compras como a Bloor, Queen, College, Danforth, e Gerrard Streets. Na Gerrard fica a Marshalls (que tem preços maravijosos!) e na Yonge Street várias lojas de sapatos e roupas.

Brasileiros felizes com a neve!

Também há várias ruazinhas paralelas de comércio paralelas que nao ficam para trás como a Yongea Wellesley, Isabella e Bloor Street que formam um centrinho tipo a nossa Oscar Freire.

Seguimos pela Bloor Street até a Spadina e chegamos na Casa Loma, que é uma casa-museu marca da cidade de Toronto construído em forma de castelo neo romântico pelo famoso localmente Sir Pellat, um empresário canadense filho de Ingleses, em homenagem à sua esposa. Devido ao seu alto custo (USD 5,4 milhoes) a casa nunca foi terminada e ainda o acabou levando a falência. Quem quiser visitar pode comprar o ticket online com antecedência.

De lá fomos à Avenue Road e passamos pelo ROM – Royal Ontario Museum que é super famoso na cidade pelas mostras de inovação, além das seções de paleontologia, mineralogia, zoologia e arqueologia. Uma espécie de Museu da História Natural de NY.

Seguimos para Chinatown que é bem arrumadinha por sinal e tem muita bugiganga e eletrônicos para vender. Entramos em um restaurante com uma plaquinha em chinês e comemos deliciosos dim sums. O interessante é que lá dentro todos eram chineses e a garçonete nao falava quase nada de inglés, entao tínhamos que arriscar os sabores, para eram todos de camarao, frango, siri, muuuito bons!

Ainda em Chinatown caminhamos até o Kensington Market que é um lugar meio alternativo com muita arte, pinturas, brechós e repleto de bares e cafés. Dá para passar horas ‘vivendo’ a multiculturalidade’ de Toronto. Até coxinha você encontra por ali, que aliás, é um ótimo lugar para comer. Um estilo de Soho + Vila Madalena, mas um pouco mais hype. E não se esqueça que vender ‘utensílios’ para o consumo da maconha é liberado no Canadá, então não se assuste com várias dessas ‘ferramentas’ por lá, inclusive na vendinha mais brega-conservadora-mequetrefe do bairro.

Mais a frente, na ponta oposta à Casa Loma da Spadina Avenue, fica o ‘Entertainment District’, como a Broadway de Nova York cheio de teatros e casas de show. O ponto alto é a CN Tower, a segunda maior torre de comunicação do mundo – a primeira é o Burj Khalifa.

A torre oferece várias atrações como o o chão de vidro a 553 metros de altura – dá muito medo, especialmente para quem tem medo de altura como eu – a Edge Walk (somente no verão) em que você fica pendurado do lado de fora da torre preso por um cabo de ferro e caminha pela borda do edifício – e o Restaurante 360º que é giratório e fica a 361 metros de altura. Ao lado fica o estádio Roger Waters.

Passamos a noite de Ano Novo no Restaurante 360º, fiz a reserva online, e foi incrível poder ver a cidade toda do alto e todos os cinco fogos de artifício – não são muitos não, já aviso – espalhados pela cidade. Acabava em um lugar e começava no outro, de um lado era azul, no outro vermelho, mas não espere fogos de Copacabana que vai sair decepcionado, tá mais pra uma festa de São João, bem nos padrões Europeus.

Restaurante 360 na CN Tower en Toronto

O restaurante é caro? É! Bem carinho, mas você pode tomar só um drink (exceto na noite de Ano Novo em que é obrigatório um prato principal por pessoa) ou optar por um dos menus executivos com entrada + prato principal + sobremesa que saem por volta de US$50 por pessoa. A comida é boa, mas nada do outro mundo, paga-se pela experiência. Para uma noite especial pode valer a pena!

Com o kit Ano Novo que distribuiram no restaurante

No dia seguinte começamos pelo Habourfront que é um bairro bem bonito onde fica o ‘pier’ da cidade. No verão fica lotado, mas no inverno venta demais. Nao aguentamos ficar muito tempo pr lá nao.

Já no Financial Centre, na Front Street fica o Hockey Hall of Fame que é um museu e ‘hall’ da fama dos principais times e jogadores de hóquei. Os canadenses são fanáticos por hóquei e quase todos os bares da cidade tem telões pra passar o jogo.

Saindo de lá passamos pelo St. Lawrence Market que já foi considerado o melhor mercado de comida do mundo pela National Geographic em 2012. São vários itens gourmet, queijos, orgânicos e nos finais de semana pequenos agricultores levam suas flores, frutas e verduras.

No final da Front Street fica o Distillery District, uma área que reune varias lojas de artesãos, boutiques, cafés e um dos lugares mais cool para se comer na cidade. O lugar mais indicado pelos locais é a Mills St. Brew Pub que além de bar/ restaurante é também uma fábrica de cervejas artesanais. Tem vários pratos feitos a base de cerveja, degustação, mini porções de acompanhamento e um clima bem de pub inglês.

Mills Strett Brew Pub

Na volta descemos na Queen Street, ao lado da estação de metrô Queen Station, na altura da Yonge Street, onde fica o centro financeiro de Toronto com o prédio da antiga prefeitura.

Eem meio aos prédios modernos, a Trinity Square onde o pessoal da cidade se reúne para se divertir – tem mercado de Natal, barraquinhas de comida e ringue de patinação – além do Eaton Center que é o maior shopping da cidade com 5 andares de lojas, sendo 3 subterrâneos. Tem muita variedade e os preços valem muito a pena mesmo, bem mais barato que no Brasil. Também tem uma praça de alimentaçao com muitas opçoes, espcialmente asiáticas, aliás comida asiática é uma febre por lá, os canadenses adoram!

O Eaton Center está ligado à cidade subterrânea chamada ‘The City’, às estações de metrô e ao Hotel Marriot, ou seja, dá pra voltar pro seu hotel no quentinho.

The City, a cidade subterrânea de Toronto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s