Europa · Moscou · Rússia

Dicas práticas de Moscou: visto, hospedagem, restaurantes e ingressos

  1. Visto: Brasileiros nao precisam de visto para entrar na Rússia, mas é necessário levar consigo, caso te pidam na imigraçao, os comprovantes dos hotéis e a passagem de ida e volta. Se for ficar na casa de alguém é necessário pedir uma carta convite da pessoa que vai te receber.
  2. Comprar entradas com antecedência pela Internet. Para algumas atraçoes turísticas como o Kremlin o Ballet de Bolshoi é imprescindível comprar as entradas com antecedência pela Internet para, primeiro evitar filas na bilheteria e o mais importante, essas entradas se esgotam rapidíssimo, então a chance de noa ter mais nenhuma se você deixar para comprar na hora é bem alta.

Grande parte das entradas só abrem para venda duas semanas antes da data da sua visita, então tem que se programar e ficar atento.

Além disso, é necessário comprar as entradas para horários específicos e prestar atenção porque certas atrações não funcionam em alguns dias da semana. Se organize para distribui-las em seu roteiro de acordo com os dias em que estão funcionando.

3. Hospedagem. Pesquisei muito antes de reservar nosso hotel de Moscow. Como ficaríamos pouco tempo na cidade, queríamos uma hospedagem o mais próximo da Praça Vermelha possível. O problema é que por ali só há hostels ou hotéis 5 estrelas. Eu a princípio tinha reservado um dos hostels, mas depois percebi que Moscou não é um lugar tao caro assim para se hospedar. É possível encontrar hotéis 5 estrelas por 100 euros a diária. E foi o que fizemos! Como iríamos ao Bolshoi de noite e era inverno outro requisito era que o hotel estive bem pertinho do Teatro para que pudéssemos ir caminhando. Por isso nossa escolha foi o acertadíssimo Peter I Hotel. Super recomendado! Até jacuzzi tem!

O café da manha achamos caro, mas tem um Starbucks do ladinho, então não foi nenhum problema.

4. Restaurante. Há muitos restaurantes em Moscou. Na verdade essa cidade nos surpreendeu muito positivamente porque além de super moderna tem uma vida noturna intensa. Eu sempre pesquiso muito sobre os restaurantes dos lugares a que vou e arquivo tudo na pastinha viagens do Tripadvisor.

Jantamos no Khinkalnaya, um restaurante de comida georgiana incrível e que por coincidência ficava do lado do nosso hotel. Escrevi um post sobre o que comer na Rússia aqui.

Para o almoço escolhemos o Stolovaya 57 que é um buffet que imita o sistema da era comunista e que tem pratos típicos russos deliciosos e por um ótimo preço. Como é buffet, dá para provar vários pratinhos diferentes.

5. Transporte. O metrô da Russia é um dos maiores do mundo composto por 12 linhas, 200 estações e 333 km de extensão e mais de nove milhões de usuários por dia, além de ser também um dos mais bonitos. Além de funcionar super bem é também um ponto turístico. Do Aeroporto para o centro da cidade há um trem express que te deixa bem no limite da entrada da cidade de Moscow e, a partir daí, você ou pega um táxi ou pega o metrô até o seu hotel.

Como tínhamos entrada com hora marcada para o Kremlim decidimos pegar um táxi ao invés de perder muito tempo decifrando o metrô russo. Reservei online pela KiwiTaxi e recomendo bastante. Sao super pontuais. Usamos duas vezes. O único problema é que Moscou tem muito trânsito, mas muito mesmo. Levamos umas duas horas para fazer 40km. Se eu fosse de novo, com tempo, iria de trem expresso, o Aeroexpress.

O metrô russo é muito fácil de usar e pelo menos as estações que usei, acredito que por conta da Copa do Mundo, tem todos os nomes em inglês também. E se não tiver é só ir com um mapa impresso do metrô já de casa e olhar a plaquinha do nosso da estação como se fosse um “desenho”. Não tem erro. Acredito que entre trem e metrô você deve levar em torno de 1 hora para chegar ao centro da cidade.

A última dica é que nós chegamos pelo Aeroporto de Sheremetyevo (SVO). Não sei como funciona dos outros dois. Moscou tem três aeroportos internacionais:

  • Domodedovo (abbreviated as DME). 42 km do centro da cidade
  • Sheremetyevo (SVO). 30 km do centro da cidade
  • Vnukovo (VKO). 28 km do centro da cidade
  • Apps. E por fim os Apps que me ajudaram muito na viagem:
  • Yandex Taxi: uber russo
  • Yandex Metro: Não cheguei a usar porque tenho facilidade com mapa de metrô. Mas para quem não tem, basta colocar a localização de inicio e fim e ele te fala em estação/ linha si¡ubir e baixar.
  • Tradutor do Google: baixei o dicionário russo para poder usá-lo offline. É daqueles que você passa por cima do texto em russo e ele vai traduzindo para o português. Essencial para ler alguns cardápios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s